Tamanho da fonte: -A+A

Com um mercado interno que movimentou US$ 81 bilhões no ano passado, a TI brasileira é a sexta maior do mundo, segundo dados da consultoria IDC.

O resultado equivale a cerca de 4% do PIB, soma de tudo o que é produzido no país.

As exportações do setor somaram no mesmo período US$ 2,5 bilhões.

Segundo o site ITWeb, o presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), Antonio Gil, relembra que para tornar-se protagonista no cenário mundial, nas duas próximas décadas, o país terá de vencer alguns desafios.

Para o executivo, a desoneração da folha de pagamentos é um dos obstáculos.

“É preciso reduzir o custo da folha de pagamento, treinar pelo menos 725 mil profissionais até 2020, investir em infraestrutura tecnológica e estimular a inovação”, disse Gil, segundo o ITWeb.

Para 2020, a projeção da Brasscom é que o mercado interno de TI alcançará entre US$ 150 bilhões e US$ 200 bilhões, o que elevará a participação do setor no PIB entre 5,5% e 6%. As exportações deverão subir para US$ 20 bilhões.