A Finep obteve um retorno duas vezes superior ao aporte inicial no Fundo Stratus GC I – gerido pela Stratus Investimentos. O investimento inicial, de R$ 4,8 milhões, retornou mais de R$ 10 milhões.

Segundo a Finep, a previsão é de que o retorno final aumente quando o Fundo receber os saldos referentes às vendas já realizadas.

Além disso, seis desinvestimentos (vendas de participação), de oito aportes, já foram feitos.

Quando os desinvestimentos nas duas últimas empresas da carteira, Senior Solution e Neovia, acontecerem, o valor total do retorno investido deve subir, prevê a entidade.

Após 10 anos de investimentos da Finep em Fundos, o Stratus GC I caminha para ser o segundo fundo com participação da Finep a ser totalmente desinvestido (finalizado), novamente com retorno acima do projetado.

“O Fundo cumpriu sua tese de investimento no apoio e desenvolvimento de empresas inovadoras no setor de TI”, afirma Patrícia Freitas, superintendente da Área de Investimentos.

Os resultados apresentados confirmam que o Venture Capital é um poderoso instrumento para o desenvolvimento de empresas inovadoras no Brasil.

O grande case de sucesso de 2011 do Fundo Stratus GC I até o momento foi a venda da participação na Alog Data Centers do Brasil. O retorno da empresa superou 10 vezes o capital investido e, além disso, após sete anos de atuação da Stratus, a companhia tornou-se um grande player no Brasil.

De 71 funcionários em 2004, a Alog pulou para 400 em 2011, elevando sua carteira de menos de 100 clientes para mais de 1.000, a maioria empresas de porte médio.

Além da Finep, são cotistas do Fundo o Fumin/BID, a Fapes (Fundo de Pensão dos funcionários do BNDES), Grupo PEBB, Sebrae e family offices.

A Finep até o momento já comprometeu recursos em 26 fundos sendo oito de capital semente, 12 de venture capital, cinco de private equity e um fundo de fundos. Esses fundos no total, incluindo os recursos da Finep e de  outros investidores, somam mais de R$ 4 bilhões, e já investiram em  mais de 84 empresas inovadoras