Frederico Alberto Kruger saiu da TI das Lojas Renner. De acordo com o perfil no Linkedin de Kruger ele está “disponível para novos desafios e oportunidades”.

O profissional estava na empresa há 24 anos, atuando como gerente de TI.

Na Renner, respondia a Leandro Fachin Balbinot, chefe da área de tecnologia da varejista, ex-Inbev, que assumiu o cargo em dezembro de 2008, quando substitui Luis Agnelo Franciosi, outro profissional que fez carreira na Renner, onde completou 26 anos de casa.

No ano passado, o lucro líquido do quarto trimestre da Lojas Renner teve queda anual de 3,3%, ficando em R$ 119,1 milhões.

O impacto negativo se deve a um aumento de despesas financeiras, por conta da emissão de debêntures em julho, segundo a empresa.

No trimestre, o ticket médio na rede ficou em R$ 110,37, aumento de 9,1% ano/ano, elevando a receita líquida de vendas em 18%, para R$ 972,2 milhões.

Para 2012, a Renner promete crescimento físico: ao menos 36 lojas deverão ser abertas – três a mais do que no ano passado -, incluindo a marca Camicado.

A rede de lojas planeja investir R$ 420 milhões em 2012, 41% a mais do que os R$ 296,6 milhões investidos em 2011. O valor será destinado a abertura de novas unidades, remodelações de lojas já existentes e à construção de um novo centro de distribuição.