Tamanho da fonte: -A+A

Até o final do ano, a Eletrobras pode comprar “três ou quatro” distribuidoras de energia.

Quem prevê as aquisições é o presidente da estatal, José da Costa Carvalho Neto. Empesas nos estados de Roraima, Amapá e Goiás são as que estão na mira da companhia, diz a agência Reuters.

No primeiro estado citado, Roraima, a estatal já possui a Boa Vista Energia, restando a Companhia Energética de Roraima (CERR). Enquanto que no Amapá a responsabilidade para distribuição é da também estadual Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).

Em Goiás, além da privada (Chesp), há a Celg, onde a Eletrobras já possui uma pequena participação de 0,07% das ações ordinárias, contra 99,7% do governo estadual.

O executivo garantiu que nenhuma das seis atuais distribuidoras sob controle da Eletrobras será vendida neste ano, e informou que a holding tem um programa de investimento de 1,2 bilhão de reais para sanear e melhorar o resultado dessas empresas.

Parte desses investimentos vem de um financiamento obtido com o Banco Mundial em fevereiro.