Foto: Divulgação, fitri agung/Flickr

Os Estados Unidos querem agilizar a passagem de brasileiros pela sua imigração. Representantes da Missão Diplomática dos EUA no Brasil anunciaram nesta segunda-feira, 26, que estão prontos para implementar um projeto-piloto de agilização do ingresso.

As regras, no entanto, dizem respeito a ingresso nos Estados Unidos, e não ao processo de obtenção de vistos feito no Brasil.

De acordo com o consulado norte-americano, o programa conhecido como Global Entry (GEP), ou "Viajante Confiável", permitirá que viajantes cadastrados e aprovados para integrar o programa evitem a fila de controle de passaporte em 20 aeroportos norte-americanos.

A implementação desse projeto ainda depende de aprovação do governo brasileiro e não há uma data oficial para o início do programa.

O GEP é um programa do Departamento de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA e se encontra disponível para norte-americanos, holandeses e mexicanos.

De acordo com os representantes da diplomacia norte-americana, o processo de emissão de vistos permanece. A participação no programa só poderá ocorrer após o solicitante ter obtido o visto.

Após isso, ele poderá manifestar interesse em participar do programa.

Para se inscrever, o passageiro precisa se cadastrar no Sistema Global Online de Inscrição (Goes) (acesse aqui), pagar uma taxa de US$ 100 e aguardar uma resposta.

Dados do consulado americano revelam que no ano passado 944.868 vistos foram processados. Tal número indica um aumento de 51% em relação a 2010.

A expectativa é que, com a ampliação da equipe e das instalações diplomáticas, 1,8 milhão de solicitações de vistos sejam processados por ano até 2013.