Tamanho da fonte: -A+A

A IBM modernizou a edição 2011 do torneio Roland Garros.

Pela primeira vez, é possível acompanhar toda a ação de Roland Garros em praticamente qualquer dispositivo móvel — incluindo iPad, iPhone, Android e outros.

A nova aplicação PointStream da IBM também permite acompanhar e analisar os jogos em tempo real no site da competição, disputada em Paris desde 1925.

O aplicativo traz dados de relativos a pontos de break, erros não forçados, duplas faltas e aces. Pela primeira vez, é possível ver exatamente quando os jogadores ganharam ou perderam pontos-chave de cada etapa de Roland Garros.

A solução é suportada por uma infraestrutura de computação em nuvem, que também permite à Federação Francesa de Tênis aumentar a capacidade de resposta diante dos picos de tráfego de internet durante o torneio.

Graças à tecnologia de virtualização da IBM, a FFT reduziu as suas necessidades de energia em 40% e de refrigeração em 48%. Em 2006, foram necessários 60 servidores para dar resposta ao aumento 100 vezes maior no tráfego que o website de Roland Garros recebeu durante o torneio.

Em 2010, o website atraiu mais de 9,3 milhões de usuários e obteve mais de 333 milhões de visualizações de páginas, um aumento de 47% em relação a 2008.

A IBM atende a FFT desde 1985.