Amilton Martins

Tamanho da fonte: -A+A

Acabam de ser pré-selecionados os primeiros projetos para ingresso na Incubatec, incubadora da tecnológica da Imed, faculdade sediada em Passo Fundo, inaugurada no começo deste mês.

A lista conta com o “Projeto Simulatran”, submetido pelo aluno Glauber Signori, da faculdade de Sistemas de Informação do Imed, com participação de alunos de Psicologia e Direito.

Outro é o “Projeto Coletivo Inteligente”, submetido pelo aluno Fernando Vargas, do curso de Sistemas de Informação, com mais três colegas.

Além disso, há o “Projeto Igle Party”, submetido pelo aluno Antonio Brezolin, de Sistemas de Informação, com participação de colegas e um aluno de Administração.

As vagas no empreendimento são para pré-incubação, com foco em projetos que ainda não sejam empresas constituídas, mas ideias que passarão por consultorias de marketing e desenvolvimento.

As consultorias serão prestadas por professores da instituição por seis meses, depois dos quais os projetos se tornarão empresas incubadas por até dois anos.
De acordo com o planejamento inicial da Incubatec, a meta é triplicar o número de empresas incubadas até 2012, com foco em projetos nas áreas de TI, saúde, educação, legislação e construção civil.

Os projetos encaminhados à incubadora passaram por avaliação de professores da Imed, empresários e consultores do Sebrae.

Conforme o coordenador da Incubatec, Amilton Martins, os projetos enviados e não aprovados neste edital poderão ser resubmetidos à análise, em novo processo seletivo a ser lançado em março de 2012.

"Os projeto aprovados demonstraram amadurecimento mercadológico e de inovação, e iniciarão seus trabalhos no dia 1º de novembro”, destaca Martins.

Atualmente, a Incubatec fica na área de pesquisa da Imed - Faculdade Meridional.

Já para o ano que vem, está prevista a construção de dois novos blocos para abrigar o empreendimento, segundo o coordenador.

Imed
A Imed é uma instituição gerida por um corpo diretivo de 23 sócios, que comandam um time de 204 colaboradores.
 
Conforme planos divulgados anteriormente pela equipe gestora da faculdade, ainda em 2011 uma das metas é incorporar a marca Cetra, com a qual a instituição mantém parceria para cursos intensivos e de MBA em Porto Alegre.
 
Já até 2014 está prevista a expansão para 15 unidades espalhadas por todo o estado.