Uma missão paranaense formada por empresas e entidades ligadas ao desenvolvimento de software participou de uma semana de rodadas de negócios e agendas institucionais na Itália.

Sétimo mercado mundial de tecnologia da informação, o país tem quase 4% das receitas em serviços.

A rodada é iniciativa da Softex, Apex-Brasil, Finep e o Ministério de Ciência e Tecnologia.

Izoulet Cortes Filho, coordenador do Curitiba Offshore, entidade que organizou a missão, conta  que “os paranaenses  mostraram confiança ao longo da visita por perceber a possibilidade de colocar em prática a ideia de abrir mercado internacional nos contatos com entidades e corporações da Itália”.

A missão liderada pelo Curitiba Offshore apresentou os mercados brasileiro e paranaense de tecnologia com informações sobre empresas, indicadores e ambiente de negócios.

Um intercâmbio para fomentar a cooperação entre as empresas, além de rodadas de negócios na Cebit 2012, também está programado para março.

A Itália apresenta um modelo de sucesso na gestão de cadeias produtivas direcionadas ao ambiente de tecnologia da informação.  Mesmo com a crise internacional, empresas incubadas na Itália apresentam crescimento médio de mais de 30% contra 9,5%  de empresas incubadas no Brasil.

A missão para a Itália também contou com a participação de representantes do Sebrae-PR, Assespro-PR, Cits e as empresas paranaenses Solusoft, NVi, Vistra e Totvs-Paraná.