A fusão das catarinenses Portobello e Eliane, anunciada na sexta-feira, 23, acaba de criar a maior empresa do Brasil e uma das dez maiores do mundo no segmento de revestimentos cerâmicos.

Juntas, as companhias somam faturamento líquido estimado para 2011 de R$ 1,1 bilhão, com produção totalizada em 60 milhões de metros quadrados.

A Portobello tem sede em Tijucas e a Eliane em Cocal do Sul. Somando-se as operações totais das companhias, a atuação chega a mais de 70 países.

Com a fusão, a composição acionária conta com 55% da participações da Portobello e 45% da Eliane.

A transação ainda está em análise pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). A conclusão deve ser anunciada nas próximas semanas.