A ALL – América Latina Logística conquistou na quinta-feira, 24, o prêmio da Revista Ferroviária como “Melhor Criadora de Tecnologia”.

A premiação foi entregue em reconhecimento  ao resultado do projeto “Assistente de Condução”, desenvolvido pela equipe de TI da ALL ao longo do último ano.
 
O projeto compreende soluções que permitem indicar aos maquinistas que operam na rede ferroviária atendida pela empresa, em tempo real, qual o melhor ponto de aceleração dos trens, entre outros dados.

Com isso, a solução auxilia na definição e alcance do tempo de trânsito adequado para cada composição, ajudando, ainda, em quesitos como segurança e otimização do consumo de combustível.

Não é o primeiro reconhecimento que a ALL recebe de uma publicação: a companhia já foi classificada pela Revista InformationWeek, por exemplo, como uma das cinco empresas mais inovadoras do país.

Com um time de TI afiado, a companhia costuma desenvolver as soluções de TIC de que precisa, já que para seu setor é complicado encontrá-las prontas nas prateleiras do mercado de software, hardware e Telecom.

É o que explicou ao Baguete o gerente de Projetos e Tecnologia Operacional da empresa, Cesar Leandro Prato, em entrevista que pode ser conferida na íntegra pelo link relacionado ao fim desta matéria.

Na entrevista, Prato destacou projetos da TI da ALL, entre eles o Assistente de Condução.

Outras iniciativas lembradas pelo gerente foram o Sistema de Gestão de Ativos Translogic, aplicado ao gerenciamento de todos os ativos da companhia - de vagões a faturamento – e uma solução para despacho automático de trens, o PX.

Outro projeto abordado por Prato foi na área de RFID. Na época, a companhai trabalhava no uso desta tecnologia para identificação, monitoramento e manutenção de vagões.

Prato anunciou, ainda, projetos da TI da ALL para 2011. Entre eles, está prevista a elaboração de um novo sistema de licenciamento de trens, além da área de comunicação, com uma rede própria de rádio.

Para cuidar disso tudo, a equipe de tecnologia da América Latina Logística conta com seis coordenadores de área, atuando nos setores de TI e TO (Tecnologia Operacional), que ficam baseados na sede da empresa, em Curitiba.

Há, ainda, um time de operadores e analistas, que ficam dispostos pela malha ferroviária da companhia entre o Mato Grosso e o Rio Grande do Sul.
 
A ALL é, segundo dados próprios, a maior empresa independente de serviços de logística da América Latina e maior companhia ferroviária do Brasil.

A companhia detém uma malha de 21,3 mil quilômetros de extensão, que abrange os estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além das regiões de Paso de los Libres, Buenos Aires e Mendoza, na Argentina.

A frota da empresa soma 1.095 locomotivas, 31.650 mil vagões e 700 veículos rodoviários, entre próprios e agregados.

Em 1999, a companhia adquiriu as ferrovias argentinas MESO e BAP e, em 2001, integrou os ativos da operadora rodoviária Delara, tornando-se uma empresa multimodal.

Depois disso, em 2006, houve a incorporação da Brasil Ferrovias, o que agregou às operações o acesso ao Porto de Santos.