O presidente da Fiergs, Paulo Tigre, é cotado para presidir o BNDES em caso de vitória da candidata petista Dilma Rousseff nas eleições presidenciais.

É o que opina o jornalista Políbio Braga, para quem Tigre é o “mais fiel interlocutor da ex-ministra no meio empresarial do RS”.

Braga destaca que a Fiergs “não abriu as portas uma só vez para o candidato do PSDB a presidente da República”.