A Unisinos fechou quatro acordos com universidades coreanas duarnte uma missão de negócios no país asiático encerrada nesta semana.

Estão na lista a Songang University, a Hankuk University of Foreign Studies (HUFS), a Hoseo University e Sungkyunkwan University (SKKU).

Os acordos estão em fase de detalhamento e devem começar a vigorar em 2011.

O objetivo da universidade jesuíta é possibilitar a mobilidade de estudantes e professores, além de desenvolver pesquisas e ações conjuntas.

Uma das propostas prevê a realização de um seminário sobre tecnologia entre Brasil e Coreia do Sul para o próximo semestre, com a participação de pesquisadores e representantes coreanos.

Além dos acordos com as universidades, o Tecnosinos assinou um protocolo de cooperação com o Seoul TechnoPark, que busca promover o intercâmbio entre os dois parques.

“Com essa parceria, as empresas coreanas interessadas em se instalar, no Brasil, terão o nosso apoio, assim como as empresas brasileiras poderão contar com a colaboração do parque coreano”, destacou Susana Kakuta, gestora executiva do parque tecnológico.

As negociações incluíram, ainda, a realização, a partir do primeiro semestre de 2011, de um curso de extensão sobre o ambiente de negócios brasileiro, ministrado por profissionais do Brasil.  

As aulas serão ministradas no Daedeok Innopolis, um cluster de alta de tecnologia da Coreia do Sul.

HT abre portas
Abre portas na Coreia do Sul para a Unisinos o fato de ter se instalado na universidade a fábrica de chips da  HT Mícron, uma joint venture brasileiro-coreana entre a Hanna Micron e um grupo de investidores brasileiros liderados pela Altus.

O investimento da operação é previsto em US$ 200 milhões nos próximos anos.