Durou um dia a greve do setor de TI no estado de São Paulo.

O Sindpd encerrou a mobilização nesta terça-feira, 29, após audiência no Tribunal Regional do Trabalho.

Durante a reunião, o TRT propôs reajuste salarial de 8,05% e auxílio refeição de R$ 10 por dia.

A sugestão do tribunal é acima do oferecido pelo Seprosp, cuja proposta é 7,5%, cifra correspondente à inflação do período, mas abaixo dos 11,9% reivindicados pelo Sindpd.

O sindicato pede ainda auxílio-refeição de R$ 15/dia e ampliação de pisos.

Como vem acontecendo a meses, as partes não chegaram a um acordo. Diante do impasse, o dissídio coletivo da categoria vai a julgamento, o que deve ocorrer em meados de abril.

Greve
O Sindpd afirma que funcionários da CPM Braxis, Stefanini, Fidelity, Indra, entre outras, cruzaram os braços na terça-feira, 28, ele não forneceu números sobre a paralisação.

As empresas, por sua vez, negaram que os empregados da área de TI tenham feito greve.