A consultoria gaúcha Venti realizou um planejamento estrtégico para o Pvin, projeto de indústria de energia solar fotovoltaica, elaborado por professores da PUC-RS, e financiado por CEEE, Eletrosul e FINEP.

A Venti foi selecionada no final de 2010 para elaborar o plano de negócios, identificando as condições para instalação da indústria de células solares e módulos fotovoltaicos, a partir das tecnologias desenvolvidas pelos pesquisadores Drª. Izete Zanesco e Dr. Adriano Moehlecke, da PUC-RS.

Para tanto, foi realizada uma pesquisa de mercado, a partir de dados do cenário internacional, participação em eventos, consulta a especialistas e reuniões com agentes da política energética do país.  

O planejamento da estrutura produtiva foi elaborado com base nas tecnologias de produção desenvolvidas na PUC-RS, ajustado às características do empreendimento industrial, com consultas a potenciais fornecedores, engenheiros e especialistas técnicos.

No Brasil, o uso da energia solar para a produção de energia elétrica é ainda incipiente, situação que pode mudar caso seja confirmada a execução do plano de negócios recentemente concluído.  

Nos últimos cinco anos, a produção mundial cresceu 1260%, atingindo a marca de 27,2 GW em 2010, representando o maior crescimento anual já registrado nas pesquisas realizadas pelo setor.

Para efeitos de referência, a potência elétrica produzida em células solares no ano de 2010 é equivalente a, aproximadamente, 27 reatores nucleares ou mais de 50 usinas termoelétricas a carvão ou gás natural.

Os principais utilizadores dessa tecnologia são a Alemanha, que concentra 42% da instalação mundial, seguida por Espanha, Itália, Japão e Estados Unidos.

O projeto será avaliado nos próximos meses e a regulamentação da instalação da energia fotovoltaica na rede distribuída, uma das principais barreiras legais, está prevista para ocorrer ainda em 2011.