O Hospital Nipo Brasileiro (HNB), de São Paulo, adotou o sistema de gestão da gaúcha MV.

A implantação deve levar cerca de 12 meses. Nesse período, além do ERP, a instituição também irá adotar os softwares de Balanced Scorecard (BSC), orçamento, custos e BI da companhia.

Com o projeto, a meta é melhorar a gestão em diversos setores, com otimizações focadas nas áreas econômico-financeira e de acompanhamento de faturamento e redução de estoques.

Conforme o gerente de TI do HNB, Carlos Carrasco, a instituição analisou softwares por seis meses até optar pela MV.
 
"Escolhemos porque é a solução mais focada em processos hospitalares. Ao longo dos anos, acompanhamos a implantação da MV em vários hospitais de São Paulo, como São Camilo, Santa Joana, Bandeirantes, Santa Marcelina e Nossa Senhora de Lourdes”, afirma o gerente.
 
A estrutura do HNB, que foi fundado em 1988 com 35 leitos, conta hoje com 221 leitos, divididos em apartamentos e enfermaria, duas UTIs, centro cirúrgico com seis salas, maternidade, pediatria e berçário.