As empresas integrantes do Curitiba Offshore Center, iniciativa do APL de Software da capital paranaense voltada à exportação de software, acaba de participar do Gartner ITxpo 2009, em Cannes, França.

O grupo inclui: Cinq Technologies, Cits, DB1, Esat, Fbits, Mabtec, Ohm Tecnologia, QLA Sistemas, Solusoft, Techresult, Tree Tools, T.S. Tecnologia e Xtrategus.

No evento, a participação se deu em parceria com o projeto Brazil IT, mantido por Softex e Apex Brasil, e, no estande nacional, somente uma empresa não era do Paraná, segundo Carlos Alberto Jayme, coordenador do Comitê Gestor do APL de Software de Curitiba.

“Durante o evento fomos procurados pela Agencia de Desenvolvimento de Paris. Laurence Kirsner, representante da Paris Dévelppement, apresentou o interesse da entidade em atrair empresas brasileiras para se estabelecerem na capital francesa”, comenta Jayme.

Segundo o gestor, Laurence fez reuniões individuais com os empresários do Curitiba Offshore Center. Jayme também faz uma comparação entre o Gartner ITxpo realizado nos EUA e a edição francesa.

“Os visitantes no evento americano se concentram em poucos países – EUA, Canadá e México, principalmente. No entanto, na Europa, até pela sua geografia, a diversidade foi grande. Recebemos em nosso estande executivos da França, Inglaterra, Alemanha, Holanda, Dinamarca, Portugal, Noruega, Itália, Espanha, Bélgica e Suiça entre outros”, afirma ele.

Agora, segundo Jayme, é trabalhar e esperar pelos resultados.

“Existe a consciência de que sementes foram plantadas e que precisam ser cultivadas para viabilizar negócios futuros, pois a venda de serviços de software não é imediata e precisa ser cultivada”, destaca ele. “O grupo retornou unido e até com possibilidade de se criar um consórcio com a meta de compartilhar força comercial no exterior”, finaliza.