A Ci&T, focada em outsourcing de TI, assumiu a reestruturação da área de aplicações do McDonald’s.

O primeiro contrato fechado é referente à evolução e suporte do Sistema Controlável de Alimentos, que identifica o desperdício de matéria-prima e insumos em restaurantes da rede.

A partir de toda a documentação dos ativos do sistema, o McDonald’s passou a seguir as práticas das metodologias Agile e ITIL, aplicadas pela Ci&T, e hoje controla 568 restaurantes espalhados pelo país, tendo obtido economia de 1% no último ano.

“Precisávamos da recuperação de nossos ativos, por isso adotamos a estratégia de documentá-los, provermos manutenção adequada e seguir processos de maneira mais consistente para poder replicá-los”, diz Fábio Pessoa, gerente de Sistemas Distribuídos da Arcos Dourados, responsável pela marca McDonald’s no Brasil.

Já segundo Daniel Jerozolimski, diretor de AMS (Application Management Services) da Ci&T, o projeto também trouxe melhoria de performance dos SLAs (Service Level Agreements) da rede.

“O sistema mostra quais são os tipos de chamados feitos nos restaurantes e como evitá-los. A solução anterior não trabalhava com indicadores e não era possível controlar problemas. Ainda, com a agilidade na entrega, as horas de manutenção da Ci&T foram remanejadas para as evoluções no sistema”, ressalta Jerozolimski.

A Ci&T também será responsável pela transição de mais três novos sistemas da rede de fast food. São eles: Labor (Gerencial e Horista), responsável pela gestão da alocação adequada de recursos dos restaurante; Maverick, que calcula quantidade de refeições que devem ser produzidos por hora; e McAcesso, que é um portal de acesso dos restaurantes.