Andréa Boudeville, CEO da Paradigma

A Ciser, fabricante de fixadores com sede em Joinville que, segundo dados próprios, é a maior de seu segmento na América Latina, acaba de integrar ao ClicBusiness, plataforma de integração de fornecedores e agentes para processos de compra da também catarinense Paradigma.

A empresa, especializada na fabricação de porcas e parafusos, é cliente de outra solução da Paradigma, o WBC E-Procurement, desde 2004.

A plataforma, que na Ciser é integrada ao ERP SAP R3, oferece um banco de dados de 200 mil organizações usuárias, reunindo fornecedores de mais de 40 portais que movimentam mais de 100 mil processos de compra/venda por ano de bens e serviços nos meios corporativo e governamental.

Desde que começou a usar o Paradigma WBC E-Procurement, a Ciser já economizou R$ 1,5 milhão em custos de aquisição de produtos e serviços, especialmente itens de manutenção, segundo Marcelo Juliano Merkle, gerente de Suprimentos da companhia joinvilense.

“Atualmente, mais de 40% das compras de nossa empresa são realizadas pelo portal de compras eletrônicas da Paradigma, com economia média entre 5 e 10%”, conta o executivo. “Com a integração ao ClicBusiness, a expectativa é grande, pois compartilharemos base de fornecedores com outras empresas, podendo reduzir ainda mais os custos de aquisição”, completa.

A aposta da companhia, que por ano realiza cerca de 14 mil compras de insumos, movimentando R$ 180 milhões, quatro mil fornecedores e 30 mil itens de estoque para variadas unidades compradoras autônomas, está na integração permitida pelo ClicBusiness.

A plataforma reúne empresas e órgãos de governo em um ambiente virtual para negociação eletrônica de compra e venda de insumos, contando, para isso, com a base do Paradigma WBC E-Procurement.

“Assim, o ClicBusiness promove a geração de negócios entre ecossistemas distintos de negócios, proporcionando ganhos de escala, redução de custos e significativa penetração de mercado”, explica Andréa Boudeville, CEO da Paradigma.
 
A solução foi colocada em teste, via projeto piloto, em meados de 2010.

A própria Ciser participou do piloto, e aprovou a plataforma, que agora ganha ainda mais uma novidade: a disponibilização no modelo SaaS, em que o usuário paga por transação realizada.
 
A solução, definida pela Paradigma como uma plataforma de “collaborative sourcing on demand”, aposta na tecnologia de web service para conectar a comunidade de 200 mil empresas do WBC E-Procurement em um ambiente que permite a operação de negócios eletrônicos sem qualquer intermediação.

“A plataforma permite às companhias se relacionarem com privacidade e personalização em cada portal de e-procurement associado ao serviço, movimentando bilhões de reais em mais de 100 mil processos de compra por ano”, destaca Luiz Galafassi, diretor de Procurement, Sourcing & Sales da Paradigma.

Teka também
Recentemente, outra companhia que aderiu ao ClicBusiness foi a Teka, fabricante de artigos de cama, mesa e banho.

A empresa é usuária das soluções da companhia de Florianópolis desde 2006,     quando adotou um sistema de gestão de processos de compras eletrônicas desenvolvido especificamente para sua demanda.

De lá para cá, a Teka já realizou mais de 24 mil processos de e-procurement, que movimentaram cerca de R$ 385 milhões em negócios, com uma economia média de 8% e aproximadamente 20 mil itens negociados ao ano.

“Diante dos resultados positivos, fomos convidados a participar do grupo de usuários que desde 2008 vinha modelando a arquitetura e definindo as principais funcionalidades e serviços do portal ClicBusiness”, conta  Arthur Löwen Junior, gerente de Vendas da Teka.

Agora, segundo Löwen Junior, a meta da empresa é agilizar o processo de credenciamento de novos fornecedores, devido ao “fácil acesso a uma base de empresas,  identificação de aderência de perfil,  qualidade e experiência das companhias” por meio do portal da Paradigma.

E-procurement que economiza tempo e dinheiro
Com o Paradigma WBC - Web Business Center, a Paradigma oferece um sistema que contempla 14 modalidades transacionais para compras e vendas eletrônicas, além de módulos para gestão de usuários, catálogos de produtos e cadastro de clientes e fornecedores.

Completam a plataforma módulos de BI, workflow de processos, gestor de portal e de conteúdo, ferramentas de busca e de pesquisa dirigida, solução de integração com legados (A2A), ou parceiros (EAI).

A solução ganhou integração com o ClicBusiness em julho passado e, segundo Galafassi, com isso pode trazer às empresas usuárias redução média de 5% a 25% nos custos de produtos e serviços adquiridos.

Além disso, a redução de tempo nas negociações pode chegar até 50%.

A nova versão do portal de e-procurement conta, ainda, com suporte ao Firefox e manual de auxílio às equipes de TI das companhias clientes para construção e validação de conectores de integração com seus legados via web service.

A fornecedora
Especializada em soluções para negociação e relacionamentos eletrônicos, a Paradigma atua em projetos de diversos setores, mas principalmente com foco nos segmentos de energia, governo (federal, estaduais e municipais) e empresas da cadeia de valor.

Com uma carteira de clientes que traz nomes como BBM – Bolsa Brasileira de Mercadorias e Tesouro Direto da BMF&Bovespa, a empresa é responsável pelos mega-leilões de energia elétrica que comercializaram mais de R$ 500 bilhões nos últimos cinco anos no país.

Além da sede em Florianópolis, a Paradigma também conta com unidade em São Paulo e parceiros no exterior, mantendo exportações para três continentes.

Mais no portfólio
Nem só de plataformas de negociações eletrônicas vive o portfólio da Paradigma: a empresa também atua no desenvolvimento de aplicativos e presta serviços baseados em tecnologias como web services e mobile.

“Em dez anos de mercado, acumulamos experiência com mais de 150 projetos atendidos e mais de 20 premiações recebidas no Brasil e no exterior”, finaliza a CEO da companhia catarinense.