O Centro Clínico Gaúcho, operadora de planos de saúde que, segundo dados próprios, é a maior de seu setor com matriz no Rio Grande do Sul, adotou o Soul MV para gerir seus 28 ambulatórios.

O sistema amplia o controle de procedimentos realizados e do uso de medicamentos e materiais nas instalações.

Além disso, fornece informações para a área administrativa e propicia a redução do uso de papéis.

De acordo com o diretor regional Sul da MV, Guilherme Barros, todos os cadastros e informações contidas em outros sistemas serão integrados pelo Soul MV.

É possível, inclusive, obter um perfil epidemiológico da carteira do plano de saúde e sobre os atendimentos realizados aos usuários.

“A integração das informações através do Prontuário Eletrônico do Paciente influencia, ainda, na redução dos papéis com dados de pacientes, na organização do fluxo de atendimento e até na cobrança dos procedimentos e automação dos processos”, ressalta Barros.

O Prontuário Eletrônico também traz recursos de segurança, com sistema de identificação via reconhecimento digital de assinatura.

Na rede do Centro Clínico Gaúcho, os ambulatórios que contam com pronto-atendimento utilizarão também a solução de Classificação de Risco da MV.

Esta ferramenta organiza o fluxo de atendimento dos pacientes, padronizando o tempo de espera e melhorando a qualidade da assistência.

O Soul MV será utilizado em cerca de 500 estações de trabalho, por mais de mil funcionários.

Em crescimento
A MV fechou 2011 com faturamento de R$ 100 milhões, crescimento de 20% em comparação ao ano anterior.

Em 2012, a companhia espera ampliar o resultado em 25%, totalizando R$ 125 milhões.

A empresa é especializada em sistemas para gestão de saúde e foi fundada no Rio Grande do Sul, mas hoje tem sede no Recife, onde até junho deve inaugurar novas instalações.

Atualmente, a empresa ocupa três imóveis na cidade, mas irá juntar todas as operações em um espaço novo com área total de 2 hectares e inauguração prevista para junho.

Com cerca de 800 colaboradores ao todo, a MV tem dez filiais pelo país.

A carteira de clientes passa de 500 instituições de saúde, totalizando mais de 200 mil usuários ativos.