Luiz Gustavo Dutra

O Grupo Nexxera lança uma nova operação, a Nexxera Business.

Para a unidade, a empresa catarinense escalou como vice-presidente e sócio Luiz Gustavo Dutra, ex-VP da Diveo.

A divisão será focada em serviços de TI para os segmentos financeiro e mercantil, tanto no Brasil quanto na America Latina, especialmente Colômbia, onde a Nexxera já possui subsidiária.

“O foco será aumentar o campo de atuação da empresa, o que significa ampliar o faturamento do grupo, o que pretendemos fazer com foco nos clientes de longo prazo”, afirma Dutra.

Para isso, ainda haverá uma reestruturação das áreas de pré-vendas e vendas da companhia, adianta o novo VP, que tem 21 anos de carreira na TI, tendo passado, além da Diveo, por empresas como Matrix Internet, da qual foi um dos fundadores, e Portal Vírgula, do Grupo Jovem Pan.

Para o presidente da Nexxera, Edson Silva, a vinda de Dutra incrementa o plano de consolidar o grupo como uma das cinco maiores empresas de TI para os setores financeiro e mercantil dentro de alguns anos.

E a nova operação não é a única investida recente do grupo catarinense para liderar estes segmentos: em novembro de 2010, a companhia lançou uma solução em parceria com a SAP focada na gestão destas áreas mercantil, além do setor logístico, de clientes do ERP alemão.

Com a solução, a meta da companhia de Florianópolis é fechar três vendas por mês, incrementando o faturamento em R$ 300 mil mensais.

Para isso, o foco são multinacionais interessadas na integração de unidades espalhadas pelo mundo. Um case já está em andamento, com a Smallglass, multi catarinense do setor cerâmico.

"A solução oferece economia de tempo e dinheiro. No módulo financeiro, por exemplo, a implantação é feita em 30 dias e o custo é 50% menor do que o tradicional de mercado, já que atuamos em modelo SaaS", explica Márcio Almeida, analista de inteligência de mercado da Nexxera.

Segundo o executivo, das 50 maiores empresas do país, 30 são clientes Nexxera, e a maioria delas utiliza SAP.

"É um mercado em aberto", aposta Almeida, destacando que, em breve, o projeto é ampliar parcerias para além SAP, a exemplo do que já acontece com o carro-chefe do portfólio da Nexxera, o Ambiente Eletrônico de Negócios (AEN), em que os módulos mercantil, de logística e financeiro são integráveis a todos os ERPs do mercado.

Com filiais em Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Belém, Minas Gerais e unidades na Colômbia e nos EUA, a Nexxera também planeja ampliar a atuação no exterior.

Agora, o foco da estratégia de internacionalização, iniciada no ano passado com investimento de R$ 6,5 milhões, é o Peru.

A companhia, que iniciou 2010 com meta de crescer 30% acima dos R$ 28 milhões obtidos em 2009, mas acabou fechando o exercício com expansão acima dos 50%, vê a carteira de clientes crescer todo mês, conforme o vice-presidente da organização, Edenir Silva.

Hoje, são mais de 50 bancos clientes, além de 400 mil usuários espalhados por mais de 400 clientes de diversos segmentos.

Já a equipe é formada por cerca de 250 colaboradores.