Lexmark: ECM, BPM e parceria com MV

06/02/2012 10:47

A Lexmark, tradicional fabricante de soluções de impressão, anuncia o reforço de sua oferta de sistemas de gestão de documentos (ECM) e gestão de processos (BPM).

Resultantes da compra da Perceptive Software, em 2010, por US$ 280 milhões, as ofertas ganham força no Brasil com o estabelecimento de parcerias como com a Green Soluções, braço da MV para o segmento de GED na área hospitalar.

Tamanho da fonte: -A+A

A Lexmark, tradicional fabricante de soluções de impressão, anuncia o reforço de sua oferta de sistemas de gestão de documentos (ECM) e gestão de processos (BPM).

Resultantes da compra da Perceptive Software, em 2010, por US$ 280 milhões, as ofertas ganham força no Brasil com o estabelecimento de parcerias como com a Green Soluções, braço da MV para o segmento de GED na área hospitalar.

A companhia da MV usa a plataforma da Lexmark para o gerenciamento eletrônico da papelada, informa o CRN.

A parceria já rendeu um case, com o hospital Sabará, de São Paulo.

A intenção, agora, é ampliar essa abordagem para desenvolvimento OEM de soluções para outras indústrias, segundo Kevin Goffinet, gerente-geral para negócios internacionais da Perspective, que acaba de visitar o Brasil.

Além disso, a Lexmark também investiu na construção de uma nova célula de negócios da as linhas de BPM e ECM em São Paulo.

Com cinco funcionários, a unidade foca a expansão das parcerias no segmento, de olho em verticais como educação e saúde.

Conforme Goffinet, o Brasil apresenta um mercado potencial de US$ 134 milhões para a área de BPM e ECM em 2012.

Já para o ano que vem, a projeção do executivo é que tal mercado movimente US$ 171 milhões em investimentos no setor.
 

Veja também

Lexmark: app gerencia despesa de viagens

A Lexmark, empresa fornecedora de software, lança o aplicativo Lexmark Expense Solution, direcionado ao uso corporativo, e que permite capturar, gerenciar e acessar relatórios de despesas de viagens.

Baseado em tecnologia para gerenciamento de conteúdo, a aplicação economiza tempo nos processos de captura e acesso à documentação para realizar a aprovação, reembolso e conciliação de despesas.

Aloy está na Lexmark

 

Luis Alberto Aloy, ex-gerente de infraestrutura de TI da Embratec Good Card, acaba de assumir o cargo de gerente de Serviços Rio Grande do Sul na Lexmark. 
 
A fabricante de impressoras americana tem 13 mil empregados em todo mundo e faturou US$ 3,9 bilhões em 2010.
 
Aloy atuou por três anos na Embratec, onde ingressou em outubro de 2008, vindo da gerência de TI da ACM.
Lexmark: novidades em cor para médias

A Lexmark Brasil, especializada em soluções integradas de impressão, apresenta duas multifuncionais coloridas a laser da família X548.

Direcionados a empresas de médio porte, os equipamentos incluem os modelos X548de e X548dte que, segundo a fabricante, têm preço reduzido em relação a similares do mercado, além de contar com design compacto, para economia de espaço.

Lucro da Lexmark cai 13% no 1T111

O lucro da Lexmark caiu 13% no primeiro trimestre de 2011, em relação ao mesmo período do ano passado, ficando em US$ 83 milhões, ou US$ 1,04 por ação, contra os US$ 95 milhões obtidos no 1T10.

A receita da fabricante de impressora também teve queda, de 1%, ficando em US$ 1,034 bilhão.

Também caíram, no trimestre, as receitas da empresa em hardware - menos 12% ano/ano - e na divisão de Soluções e Serviços de Imagem (ISS), com baixa de 3%.

MV adquire Grupo Hospidata

A MV, especializada em sistemas de gestão para saúde, adquiriu por valor não revelado as empresas Hospidata, HDS Assessoria e Serviços e HD Processamento, que compõem o porto-alegrense Grupo Hospidata.

A expectativa é que dentro de dois anos a solução da adquirida, que atende ao nicho de pequenas e médias instituições, represente 20% do faturamento da MV – que ainda não foi fechado para 2011, mas tem projeções em torno de R$ 126 milhões.

IBM e MV zeram papel no Hospital Felício Rocho

O Hospital Felício Rocho, de Belo Horizonte, adotou uma contrato com a IBM Brasil e MV Sistemas para adoção do prontuário eletrônico e eliminação de documentos em papel.

A meta é automatizar todos os processos, reduzindo a zero o uso de materiais como fichas de atendimento, de controle de pacientes e internações, entre outros.

No projeto, a IBM adequou a infraestrutura de TI da instituição de saúde para permitir a troca do ERP então em uso pelo da gaúcha MV.

MV automatiza gestão de 06 hospitais de PE

Seis hospitais públicos de Pernambuco adotaram o sistema da gaúcha MV para automatizar suas gestões.

O sistema, contratado por meio da Secretaria de Saúde de Pernambuco, será utilizado nos hospitais da Restauração (HR), Otávio de Freitas, Barão de Lucena, Agamenon Magalhães, Getúlio Vargas e Regional do Agreste.

MV automatiza saúde pública do TO

O ERP para saúde da porto-alegrense MV acaba de entrar em funcionamento, simultaneamente, em 17 hospitais públicos do Tocantins.

O projeto, que permitiu integrar as informações de todos os setores das instituições administradas no estado pela Organização Social Pró-Saúde, foi concluído em três meses e é pioneiro no país, segundo o secretário estadual de Saúde, Arnaldo Nunes.