Jim Zemlin

Em entrevista ao site Network World, o diretor executivo da Linux Foundation Jim Zemlin declarou que a briga do mundo do software livre com a personificação da propriedade privada na informática está perdendo importância no universo open source.

“Acho que hoje a gente (Linux) simplesmente não dá mais bola pra eles (Microsoft). Eles já foram nosso grande rival, mas hoje é como chutar um cachorrinho”, disse Zemlin, ao site.

A seu favor, Zemlin argumenta que enquanto as ações da Microsoft tem experimentado quedas vergonhosas, os papéis de companhias como Red Hat seguem em alta.

“O Linux começou humildezinho como um projeto de um estudante em Helsinki para algo que hoje  responde pela maior parte do tráfego na internet, seja o Facebook, Google ou Amazon”, diz Zemlin.

Além disso, acrescenta o diretor, vários aparelhos como televisores da Sony, câmeras digitais, o e-reader Amazon Kindle, uma grande variedade de tablets e smartphones – a plataforma Android/Linux tem a maior fatia de mercado nas plataformas móveis nos Estados Unidos, segundo a comScore – rodam open source.

O sucesso, no entanto, não se reflete nos PCs. Quase nove em cada 10 computadores no mundo, hoje, rodam Windows, revelam dados da NetApplications para o mês de março.

“Esse é um mercado que está perdendo relevância a cada dia”, consola-se Zemlin.

Núcleo criado em 1991 por Linus Torvalds, o Linux chega aos seus 20 anos em 2011.

Leia a matéria do Network World nos links relacionados abaixo.