O Grupo Processor, de Porto Alegre, implementou o WebMarshal, software de controle de navegação e uso, na Bolsa de Valores da Colômbia (BVC).

Com a solução, a meta é garantir a segurança e sigilo dos dados movimentados durante transações realizadas por empresas e representantes individuais na bolsa.

Além disso, o sistema reduz o risco de manipulação das informações e agrega políticas de acesso e uso de conteúdo por parte das empresas, por meio de webmail ou dispositivos de armazenamento de informações na web.

“A ferramenta assegura um alto nível de proteção às informações confidenciais, apóia as empresas a educar seus usuários no uso de recursos tecnológicos e conduz a um aumento de produtividade”, destaca o gestor de Negócios da Processor na Colômbia, Cléo Neto.

Já o gerente de Tecnologia e Infraestrutura de Serviços da BVC, Pedro Mosquera, uma das medidas de segurança aplicadas foi a implementação de filtros de conteúdo.

“Isso reforça nosso Sistema de Gestão da Segurança da Informação (SGSI)", ressalta Mosquera.

A Bolsa de Valores da Colômbia (BVC) mantém transações nos escritórios de Bogotá, Medellín e Cali, desde julho de 2001.

Já a Processor tem matriz em Porto Alegre e filiais em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte, além das unidades exteriores em Santiago, Bogotá e escritórios comerciais em Buenos Aires, Madrid e Miami.

A companhia atende a mais de 1 mil clientes, com soluções de BI, portais corporativos, CRM, outsourcing (service desk, administração de redes), BPO, BPM, consultoria, gestão de projetos e licenciamento/infraestrutura de TI, entre outras.