A IBM adquiriu a startup israelense WorkLight, que desenvolve aplicativos mobile usando HTML5.

O valor da transação ainda não foi confirmado, mas estima-se que tenha sido entre US$ 70 milhões e US$ 95 milhões, conforme publicação do TechCrunch.

De acordo com a Exame, a israelense atende clientes nas áreas de finanças, saúde e varejo, e já havia recebido US$ 18 milhões em três rodadas de investimento que incluíram os fundos Genesis Partners e Index Ventures.

Para a IBM, a aquisição representa um importante passo na estratégia mobile, já que a companhia permitirá aos clientes corporativos construir e conectar apps mobile, gerir a segurança via ferramentas e prover dados de audiência.

Assim como a empresa norte-americana, outras grandes companhias estão interessadas no desenvolvimento de apps com HTML5, o que representa uma enorme oportunidade para as startups desta área.

Com o HTML5 é possível eliminar a utilização de Flash para exibição de vídeos, por exemplo. Por isso, é considerada universal, o que indica que os conteúdos serão exibidos em qualquer tipo de aparelho, inclusive os da Apple.

Conforme a Exame, a WorkLight foi reconhecida por melhorar a experiência dos usuários em celulares e tablets.