A Softtek anuncia um novo posicionamento, focado em aumentar o número de contratos globais.

A estratégia foca a oferta conjunta de outsourcing e suporte/manutenção, que hoje respondem por 50% do faturamento da empresa no Brasil.

A meta da empresa é atender aos contratos globais a partir de seu centro de operações no Brasil, de onde já presta serviços para cinco clientes globais, entre eles, a Ambev.

Conhecida como AMS - Application Management Services, a oferta da Softtek possibilita, segundo a companhia, prestação de suporte para todas as aplicações de processos de negócio do cliente.

Com a oferta, a Softtek garante poder mensurar os níveis de serviço e qualidade por meio de indicadores, otimizando custos e aumentando a produtividade do cliente por meio da redução de chamadas para o suporte, redirecionamento dos investimentos para questões estratégicas, evolução das aplicações e gerenciamento de serviços e incidentes via relatórios gerados pela fornecedora.

"O AMS possui um relatório de SLA que permite ao cliente controlar e verificar os benefícios que a solução oferece através de indicadores de performance", afirma Alexandre Hernandes, diretor da Softtek.

Já José Gudino, outro diretor da companhia, indica como um dos diferenciais da nova estratégia a gestão de problemas e a proatividade com que são tratados os incidentes verificados nos clientes.

"Precisamos identificar sempre a causa raiz do problema e solucionar os gargalos definitivamente. Não adianta resolver o problema pontualmente e manter o círculo vicioso", explica Gudino.

Para ele, o mercado ainda não está “maduro o suficiente para ofertas de profissionalização de suporte e manutenção”, já que “grande parte das empresas não sabe mensurar o quanto gasta com este procedimento”.

Entretanto, tanto ele quanto Hernandes afirmam que a Softtek já trabalha com cláusulas de produtividade, estabelecendo em contrato o percentual de redução de custos que o cliente terá de tempo em tempo, para que ele possa visualizar os números e os benefícios conquistados.

“A previsão é de que o serviço de AMS passe a conquistar cada vez mais espaço dentro da empresa, sendo um dos focos para 2011”, destaca Hernandes. "Nossa meta para este ano é ampliar o número de contratos dedicados, com atendimento personalizado”, acrescenta.

Globalização
O portfólio de serviços da Softtek focado na conquista de novos contratos globais inclui desde consultoria de negócios até o suporte e manutenção, com soluções end-to-end.

"Queremos mostrar às multinacionais que podem otimizar o fluxo de projetos e informações com a contratação de um fornecedor único, tendo atendimento personalizado e próximo em todos os países em que estiverem presentes", explica Francisco Lara, CEO da Softtek Brasil.

Entre as verticais no foco da empresa estão o setor financeiro, com a consolidação das fusões realizadas pelos principais players; consumo e varejo, além de energia, óleo e gás.

A Softtek emprega aproximadamente seis mil colaboradores em 30 escritórios na América do Norte, América Latina, Europa e Ásia.

A empresa mantém nove centros globais de entrega, no México, China, Brasil, Argentina e Espanha, atendendo a clientes de mais de 20 países.

A companhia atua via entrega de serviços on-site, on-shore e da marca registrada Global Near Shore, modelo do qual, segundo dados próprios, é criadora e líder de indústria.