Plataformas com Intel terão apps do iPhone portados

Uma ferramenta para facilitar a conversão de aplicativos de iPhone para outros aparelhos com chips da Intel está sendo desenvolvida pela fabricante de componentes.

A intenção da Intel é atrair desenvolvedores, que atualmente tendem a escrever apps para a arquitetura ARM, mais presente em smartphones e tablets.

Segundo o site da Computerworld, a ferramenta identificará quais as mudanças precisam ser feitas em um aplicativo para iPhone, facilitando o processo de conversão do software para rodar em um hardware baseado em chips da Intel.

“O processo é basicamente pegar os apps existentes, encontrar aqueles mais relevantes para os usuários, e garantir que eles sejam portados”, disse Doug Fisher, vice-presidente de software e serviços da empresa.

Entre os sistemas operacionais que poderão ser beneficiados está a plataforma Meego, baseado em Linux e desenvolvido pela própria Intel em parceria com a Nokia.

Não foi anunciada uma data de lançamento para a ferramenta.

Atualmente, a liderança em aplicativos móveis é da Apple, que conta com 250 mil programas na App Store para a plataforma iOS, que roda em iPhone, iPod Touch e iPad. A loja da Intel, AppUp Center, não teve os números divulgados, mas conta atualmente com softwares para netbooks.

O Meego foi apresentado em fevereiro deste ano. Trata-se de uma plataforma voltada para telefones, tablets, set-top boxes e sistemas de entretenimento para automóveis.

No final deste mês as companhias lançarão a versão 1.1 do sistema operacional, que incluirá melhores habilidades de toque e de telefonia.