A Igreja Católica norte-americana sancionou o uso de um aplicativo de iPhone para confissões de seus fieis.

Chamado de Confession: A Roman Catholic (ou Confissão: Um Católico Romano, numa tradução livre), o programa é vendido por US$ 1,99 no iTunes e foi criado pela empresa Little iApps.

Segundo os criadores, o Confession não substitui um padre na confissão – fundamental para o perdão de pecados, segundo os sacramentos do catolicismo –, mas foi “oficialmente autorizado pelo bispo Kevin Rhoades, da Diocese de Fort Wayne, em Indiana”.

Dois bispos foram envolvidos na criação do software.

Basicamente, descreve a agência Reuters, o aplicativo tem quatro passos: a configuração do usuário; um exame de consciência (onde o usuário relembra os 10 mandamentos e responde um teste). As últimas etapas envolvem a confissão em si e o que os padres dizem a respeito.

Conforme os criadores do app, a ideia é reaproximar o público da religião usando a tecnologia.

Essa seria a primeira vez que a Igreja aprovou um aplicativo para celular, embora a instituição não seja totalmente alheia ao mundo digital, relembra a BBC.

Em 2007, o Vaticano lançou seu próprio canal no YouTube.

Dois anos depois, um aplicativo para o Facebook foi criado, para que usuários pudessem enviar cartões postais digitais ao pontífice.