A ADP lançou no Brasil o ADP Streamline, uma oferta de serviços que permite às multinacionais gerir os processos de folha e pessoal em subsidiárias de pequeno e médio portes.

O país é o primeiro da América do Sul a receber a novidade. Os próximos serão Argentina, Chile, Colômbia e Venezuela.

“O ADP Streamline visa atender à crescente demanda de empresas multinacionais que, na intenção de reduzir despesas e otimizar desempenho, centralizam alguns processos internos, como é o caso da folha de pagamento”, explica a gerente de Marketing e Produtos da ADP, Juliana Vedovato.

Com a ferramenta, os clientes podem concentrar dados em uma única plataforma, monitorando todo o fluxo de informações trocadas entre a matriz, as subsidiárias e os parceiros locais.

É possível extrair relatórios consolidados e indicadores de qualidade por país, incluindo análise de força de trabalho e turnover, métricas de recursos humanos e de folha de pagamento.

Além do Brasil, o ADP Streamline já está em 45 países dos 50 atendidos pela multinacional, sendo 12 asiáticos e outros 33 localizados na Europa, África e no Oriente Médio.

Com filial brasileira desde  1966,  a ADP atende 570 mil organizações, processando dados de 31 milhões de funcionários. A empresa faturou US$ 9 bilhões em 2009.