A ADP Brasil, especializada em soluções de RH e folha de pagamento, integrou seu sistema eXpert à solução de Recrutamento e Seleção online da Elancers.

A meta das duas companhias é conquistar 200 novos clientes, com a integração, ainda no primeiro trimestre de 2012.

Parceiras desde o final de 2010, as empresas já oferecem a solução integrada para mais de sete mil clientes da base, que passam a contar com uma plataforma única de serviços de folha de pagamento e banco de dados de RH.

"A solução organiza desde o pedido de novas vagas, divulgação de vagas no site de carreiras e nas mídias sociais, controle das fases das contratações de candidatos externos e internos, admissão e processamento da folha”, explica Cezar Tegon, presidente da Elancers.

Já Cesar Marinho, presidente da ADP Brasil, ressalta que a ferramenta elimina o retrabalho no setor de RH.

“Isso porque o que antes necessitava de inputs nos dois sistemas, agora é realizado de maneira integrada”, comenta o executivo.
 
Primeiro cliente
A McLane do Brasil, especializada em soluções logísticas, foi a primeira empresa a adotar a solução integrada no Brasil.

"Ganhamos um fluxo de trabalho mais limpo e sistematizado, não sendo preciso administrar o uso de dois sistemas para uma mesma área", comenta Fernando Lima, diretor de RH da companhia.

Expansão via parceiros
Para alcançar as metas traçadas para o novo serviço, ADP e Elancers contam com uma equipe de mais de 90 representantes comerciais em todo o país, conta Marinho.
 

Quem é quem
A ADP tem sede nos EUA e atende a cerca de 570 mil clientes em mais de 125 países, que processam aproximadamente 35 milhões de pagamentos por mês.

A empresa fechou o último ano fiscal com um faturamento global de US$ 10 bilhões.
   
A Elancers tem mais de quatro mil clientes no Brasil, América Latina, EUA e Europa.

A companhia processa mais de 10 milhões de currículos nas bases de seus clientes, somando 4,6 milhões de currículos (CPF´s únicos) em sua base geral, disponível para todas as empresas atendidas.

O faturamento da companhia fechou em R$ 5 milhões em 2010.