Thiarlei Machado Macedo, CEO da Enttry

A Enttry, novo nome da Guardian, empresa de soluções para impressão de Caxias do Sul, está dando seus primeiros passos no mercado internacional.

A companhia veio à Cebit meses depois de fechar seu primeiro contrato internacional com uma empresa de outsourcing de impressão portuguesa, que controla 1,2 mil máquinas em um banco com presença nacional.

O modo como o contrato foi fechado é uma mostra do potencial dos softwares da empresa caxiense, que foi procurada pelo cliente português dias após otimizar seu site para o país e colocar alguns Google Ads direcionados.

No Brasil, a Enttry tem mais de 600 instalações de sofwares que permitem usar biometria para autorizar uma impressão, de maneira que a mesma só é feita com usuário ao lado da máquina, ou controlar o status e o uso das impressoras.

Em média, os clientes empresariais gerenciam de 20 a 30 impressoras, enquanto empresas de outsourcing de impressão - a Enttry não atua com terceirização, só vende o produto - usam os produtos em cerca de mil máquinas.

Atividade aparentemente trivial, imprimir um arquivo adquire outras dimensões em companhias que manejam dados críticos como a Eletronuclear, estatal responsável pela administração da usina nuclear de Angra e um dos clientes dos gaúchos.

Mesmo em empresas menores, o descontrole das impressões pode significar prejuízos, já seja por vazamento de informações ou apenas mero desperdício de papel e tinta.

“Ouvi um caso no qual uma faxineira recolhia documentos deixados na impressora e entregava para um concorrente”, confidencia Thiarlei Machado Macedo, CEO da Enttry.

Se os casos de roubo de informação não são tão comuns, o desperdício de papel é generalizado. Macedo conta que um cliente decidiu só informar aos funcionários sobre a implementação do controle de impressões após três meses, para ter uma ideia mais exata da economia.

“A queda no custo relacionado à impressão foi de 30%. Um funcionário estava imprimindo DomCasmurro e outros livros com direitos liberados cada noite, por exemplo”, comenta Macedo.

* Maurício Renner cobre a Cebit 2012 à convite da Softsul