Eduardo Du0092AntonaFoto: divulgação

Após cinco anos à frente da Panda Security Brasil e cerca de um ano como diretor para a América Latina, Eduardo D’Antona anunciou seu desligamento da empresa para assumir “novos desafios que estão em fase de definição”, segundo comunicado.

D´Antona foi, em 2005, um dos co-fundadores da operação no Brasil da empresa espanhola, à época em regime de franchising.
 
Em 2010, já com 600 revendas e VARs e mais de 12 mil instalações de seus softwares de segurança no país, a Panda Security transformou a franquia em uma de suas 13 subsidiárias e nomeou D´Antona como diretor Geral.

No mesmo ano, a companhia firmou um de seus mais falados contratos no país, com o Exército Brasileiro, que adotou 37,5 mil licenças de software da Panda, mas substituiu tudo por BluePex AVware em janeiro de 2012, em um novo projeto no valor de R$ 6 milhões.
 
O prazo coincidiu com o pré-estipulado para validade do contrato com a Panda e, segundo divulgado pelo Centro de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (Ccomgex), a BluePex foi contratada também por dois anos, via licitação que atendeu a diretrizes traçadas em 2008 na Estratégia Nacional de Defesa que preveem fomento ao uso de tecnologias nacionais.
 
Responsável pela política de marketing que gerou o ecossistema de canais e clientes da Panda no Brasil, D’Antonna foi convidado, também em 2010, a disseminar o modelo nos demais países da América Latina.
 
De lá para cá, foram cerca de 300 revendas recrutadas em dez países, segundo comunicado da Panda.
 
Já D’Antona ressalta que sua saída da empresa acontece em um momento propício para ambos os lados. 
 
“O mercado de segurança está a pleno vapor e as operações da empresa encontram-se altamente bem estruturadas. Ao longo de sete anos, a Panda me trouxe enormes recompensas pessoais e excelente situação de carreira, mas de tempos em tempos temos que sair da linha de conforto”, assinala o executivo.
 
No Brasil, a diretoria geral da Panda é ocupada por Ricardo Bachert, ex-diretor de consumo da companhia, desde que D’Antona foi para a direção na América Latina. 
 
Para a diretoria regional a empresa ainda não anunciou um novo nome.