Estec: novos canais e PMEs para crescer 18%

10/08/2011 16:03

A Estec, empresa de Osasco especializada em sistemas para gerenciamento de documentos e conteúdo empresarial, aumentou de 17 para 40 seu número de revendas nos primeiros seis meses deste ano.

Os canais, que hoje respondem por 70% dos negócios da companhia, agora chegam a seis novos estados: Bahia, Distrito Federal, Rondônia, Espírito Santo, Maranhão e Rio de Janeiro.

Tamanho da fonte: -A+A

A Estec, empresa de Osasco especializada em sistemas para gerenciamento de documentos e conteúdo empresarial, aumentou de 17 para 40 seu número de revendas nos primeiros seis meses deste ano.

Os canais, que hoje respondem por 70% dos negócios da companhia, agora chegam a seis novos estados: Bahia, Distrito Federal, Rondônia, Espírito Santo, Maranhão e Rio de Janeiro.

“Até agora, clientes dessas regiões eram atendidos a partir de São Paulo”, conta o diretor executivo da empresa, Alvaro Esper. “O Nordeste e o Rio são estratégicos, nosso grande desafio”, salienta.

A ampliação das parcerias também faz parte da estratégia de avanço da atuação da companhia, que agora atende também ao mercado de pequenas e médias empresas.

No início de 2011, após um ano de desenvolvimento em um projeto que consumiu R$ 500 mil em investimento, a Estec lançou a Celeria, solução de GED focada especificamente no SMB.

Baseada em cloud computing, a ferramenta é ofertada em modelo SaaS para permitir o barateamento de custos aos clientes de menor porte.

A expansão da atuação para o novo mercado é uma das apostas para o crescimento de 18% projetado pela Estec para 2011.

“Hoje temos clientes de grande porte, tendo processado, nos últimos cinco anos, mais de 100 milhões de provas e formulários para as principais instituições de ensino do país”, conta Esper. “Porém, pequenas e médias também têm sérios problemas no gerenciamento de seus documentos, e queremos atendê-las”, completa.

A carteira de clientes da companhia reúne, por exemplo, nomes como PUC-RS, Fundação Cultural de São Bento do Sul, Mackenzie, TRE-SP, Fundação Faculdade de Medicina, Honda Motors (Brasil e Argentina), UFMG e BNDES, entre outros.

Ao todo, são mais de 3,5 mil usuários licenciados.

A empresa, que também atua no processamento de formulário e consultoria em gestão de informação, atende à carteira por meio de canais nos novos estados já citados, além de Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Amazonas.

“Diariamente, mais de cinco milhões de imagens são produzidas a partir de nossas tecnologias”, comenta Esper.

Veja também

Vitapelli digitaliza documentos com IBM

A Vitapelli, produtora de artigos de couro com sede em Presidente Prudente que, segundo dados próprios, detém o título de maior curtume do mundo em uma única planta, adotou o software IBM DB2 Content Manager para agilizar a captura de documentos.

Com a ferramenta, implementada pela ViaFlow, a empresa migrou seus dados em papel para o meio eletrônico, com validade jurídica.

Hypervisual: Help na criação de documentos

A Hypervisual, empresa de design especializada em tecnologia, desenvolveu o HelpMaker, ferramenta para a geração de Help, que utiliza o conceito WYSIWIM, por meio do qual é feita a formatação de textos e design de páginas, que podem ser publicados em HTM,PDF e CHM.

Iron Mountain digitaliza documentos da Diveo

A Iron Mountain, especializada em tecnologia para a guarda, proteção e gerenciamento de informações, firmou um contrato com a Diveo Broadband Networks, provedor de soluções de telecomunicações e TI para clientes corporativos na América Latina.

Stefanini investe em gestão de documentos
A Stefanini IT Solutions anunciou a compra de 60% da start up pernambucana Callere nesta quarta-feira, 17.

A empresa adquirida é sediada no Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (Cesar) e tem foco no desenvolvimento de soluções para extração, recuperação, busca e organização de informações contidas em imagens de documentos.
Projeto digitaliza 50 milhões de documentos
Digitalizar 50 milhões de documentos nos próximos dois anos. Este é o plano do Hospital Professor Edmundo Vasconcelos, de São Paulo. Para tanto, a instituição contratou a Cast Informática, que desenvolveu uma solução de gerenciamento de conteúdo empresarial (ECM, na sigla em inglês) baseada na plataforma OnBase, da Hyland Software.

A ferramenta possibilita a captura, gerenciamento, processamento, armazenamento e distribuição de  documentos, exames e prontuários.
PMEs devem investir em telecom

O gerente de marketing da America Net, Daniel Ribeiro, publica artigo no Baguete sobre como é importante as pequenas e médias também investirem no setor de telecomunicação.

Segundo ribeiro, há uma necessidade de investimento contínuo em aprimoramento de infraestrutura, capacitação de equipes, desenvolvimento de novas ferramentas e também em marketing.

Net: R$ 1,5 bi para crescer 30% em PMEs

A Net Serviços está investindo R$ 1,5 bilhão, num esforço de ampliar em 30% sua base de clientes corporativos, informou o presidente da empresa,  José Antônio Felix, à agência Reuters.

O investimento será voltado para expansão dos negócios, qualidade de serviços e novas tecnologias, e uma parte importante desse montante terá como alvo o mercado corporativo, de acordo com a empresa.

HP lança portfólio para PMEs

Foi lançado na semana passada, pela HP, uma linha de equipamentos voltados para o mercado corporativo com foco nas pequenas e médias empresas (PMEs).

Apesar só foco, os novos computadores também atendem grandes corporações, diz a fabricante.

Segundo o site CRN, a expectativa de Fabiano Takahashi, diretor da unidade de negócios de comercial do grupo de computação pessoal da empresa espera que a nova linha cresça acima da média de mercado.

Lenovo quer 15% de PMEs no RS

A unidade brasileira da chinesa Lenovo quer chegar a março de 2012 com 15% das PMEs do Rio Grande do Sul na carteira de clientes.

Para isso, iniciou nessa semana um esforço de capitação de novos usuários.

Hoje, a empresa tem entre 7% e 8% das companhias gaúchas, revela Joarez Bertholdo, diretor de canais na Leonovo Brasil. Segundo o executivo, a Lenovo calcula entre 500 e 600 o número de PMEs no estado.

America Net: pacotão de fone e web para PMEs

A America Net, operadora de telefonia para o mercado corporativo, acaba de lançar o Intervoice, uma cesta de serviços com telefonia fixa e internet voltada às pequenas e médias empresas.

O pacote de serviços é oferecido por meio da rede de fibra óptica da Ameirca Net, contendo Internet dedicada de 1 a 8Mbps, telefonia fixa e de longa distância, pelo código 85, com opções de quatro, oito, 15 ou 30 linhas disponibilizadas.

Locaweb lançará loja de apps para PMEs

A Locaweb lançará nos próximos meses uma loja de aplicativos online voltada para pequenos e médios negócios chamada Marketplace Locaweb.

Segundo a empresa, a plataforma ofertará soluções SaaS (Software as a Service) para o dia a dia.

Já no lançamento, a empresa terá parceria do Ning, ferramenta para a criação de websites sociais customizados. Parceria considerada estratégica para o Ning, segundo o diretor do Ning para a Europa e América Latina.

Avaya triplica faturamento com SMB

A participação das vendas para pequenas e médias empresas cresceu três vezes no atual período, em relação a um ano atrás, no faturamento da Avaya.

Conforme declarou ao IPNews o diretor de Canais da companhia, Paulo Bonucci, a carteira de clientes deste segmento agregou 230 novos nomes em 2010.
 
Ainda este ano, a meta é que o número suba para 280.
 

Riverbed: gateway na nuvem para SMB

A Riverbed Technology apresenta três novos modelos de gateway de armazenagem em nuvem, da linha Riverbed Whitewater.

Os novos equipamentos oferecem recursos de cloud e proteção de dados também para pequenas e médias empresas, nos modelos 510 e 710, principalmente.

Já o modelo 2010 da Whitewater foi desenhado para empresas médias e casos específicos de grandes corporações.
 

Citrix compra Kaviza para virtualizar SMB

A Citrix Systems acaba de adquirir a Kaviza, fabricante da solução integrada VDI-in-a-Box, focada em infraestrutura virtual de desktop para pequenas e médias empresas.

TIM busca canais para SMB

A TIM pretende incrementar sua rede de cerca de 500 canais no país. A operadora, que mantém 52,8 milhões de linhas habilitadas no Brasil, aproveita a ABF Franchising Expo 2011 para buscar novos parceiros, especialmente focados no mercado SMB.

Conforme Denis Ferreira, diretor Comercial da área Business da TIM em São Paulo, a companhia vem registrando ritmo de crescimento “muito acima da média do mercado”, o que deve se mostrar um atrativo para os novos canais.