A Infosys BPO, subsidiária de terceirização de processos de negócio da Infosys Technologies, lança uma oferta específica para as áreas de suporte de vendas e operações de processamento.

Conforme a fornecedora, a novidade não impacta apenas custos gerais e administrativos, como a maioria das ofertas de BPO, mas também os custos de produtos vendidos.

“Significativamente, o serviço de suporte de vendas impacta a receita da organização, influenciando métricas importantes, como a garantia de receita e o reconhecimento de receita”, explica Rajiv Raghunandan, chefe de Vendas e Processamento da Infosys BPO. “A suíte de serviços de suporte de vendas irá reduzir o tempo gasto pelas organizações de vendas em tarefas administrativas sem valor agregado”, completa.

Segundo ele, a suíte inclui qualificação da perspectiva de venda, perfil de cliente, cotação, fixação de preço, garantia de receita de serviço e suporte ao parceiro de canal.

Além disso, é projetada para gerar eficiência nas operações da cadeia de suprimento de uma empresa, com serviços industriais diversos, incluindo gerenciamento de pedido, planejamento de demanda e de reposição, gestão de inventário, suporte logístico para despacho e reversível.

"Apesar da recuperação econômica que estamos vendo nas indústrias, a recessão ao longo do ano passado forçou os negócios a avaliarem cada aspecto de seus portfólios e o modelo de atividade associada”, analisa Raghunandan. “Essa avaliação não tem sido apenas sobre a redução de custo, mas sobre alavancar a terceirização para proteger, aumentar e influenciar positivamente o custo da receita”, acrescenta.

Atualmente, a prática de vendas e processamento é responsável pelo fechamento de 20% das receitas da Infosys BPO por meio dos serviços oferecidos a um grupo de clientes que inclui empresas da Fortune 500, de setores diversos.

A subsidiária de terceirização da Infosys opera na Índia, República Tcheca, China, Filipinas, Polônia, Tailândia, México, EUA e Brasil, empregando 18.610 funcionários. A companhia encerrou o ano fiscal 2009-10 com receitas de US$ 352,1 milhões.