A Softway, empresa de Campinas especializada em software para  gestão do comércio exterior, recebeu um aporte de R$ 60 milhões do fundo de participações DGF Investimentos em troca de uma participação minoritária na companhia.

Segundo informações do Valor Econômico, o dinheiro deve ser investido em aquisições e expansão internacional, visando uma abertura de capital na bolsa de valores em três anos.

A primeira compra foi a Softleasing, uma companhia do mesmo ramo com faturamento de  R$ 2 milhões e a base de 100 clientes em 2010.

A adquirida atua oferecendo software como serviço para empresas com exportações e importações anuais menores que R$ 10 milhões, um nicho diferente da Softway foca empresas maiores dentro do modelo tradicional de licenças. Ambas empresas seguem independentes, atuando dentro da holding T.Global, fundada no final de 2010.

No campo da internacionalização, o plano é abrir uma unidade no México até 2012 e na Colômbia, Chile, Estados Unidos e um país da América Central nos próximos cinco anos. Uma filial já foi aberta na Argentina em março, com investimentos de US$ 2 milhões.

Segundo revela o Valor, a expansão internacional segue o rastro de clientes como Honda, Panasonic e General Motors.

A meta da Softway, que faturou R$ 60 milhões em 2010, é passar dos R$ 100 milhões até 2014.

Confira a matéria do Valor Econômico na íntegra pelo link relacionado abaixo.