A Randon, conglomerado gaúcho de empresas do segmento de implementos para transportes e autopeças, aderiu ao Soficom, software da paranaense Pelissari que funciona integrado ao SAP para a obrigações fiscais não suportadas pelo ERP.

Integrado ao software de gestão, adotado pela Randon em dezembro de 2009, o Soficom vai permitir congregar os dados fiscais de todas as unidades do grupo. Com isso, a meta é alinhar informações, eliminar gargalos e otimizar o processo de  planejamento tributário das divisões de negócio.

Além disso, como funciona no mesmo ambiente do ERP, a solução da Pelissari elimina a necessidade de investimento em hardware adicional ou no desenvolvimento de interfaces.

A integração do Soficom ao SAP faz parte de um projeto de internacionalização da Randon, que conta com aproximadamente dez escritórios comerciais no exterior, além de unidades fabris no Brasil, em Caxias do Sul e Guarulhos; na Argentina, Estados Unidos e China.

Além das nove companhias do grupo, a integração do sistema de gestão empresarial incluirá as operações do centro de serviços compartilhados da Randon, a ser implementado em Caxias do Sul.

ERP
Quando optou pelo SAP, a Randon substituiu uma estrutura antes dividida entre os softwares Baan, da Infor, e uma solução Datasul em uso somente em uma das empresas do grupo, a Fras-le.

À época, a companhia gaúcha também integrou os data centers da Randon Implementos e da Fras-Le, em um projeto que envolveu os cerca de 80 colaboradores de sua TI, que também se unificaram em uma só sede, em Caxias do Sul.

Receita em crescimento
Em novembro deste ano, a Randon Implementos e Participações anunciou expansão de 53,2% na receita líquida dos nove primeiros meses de 2010, na comparação com o mesmo período do ano passado.

O valor total dos ganhos líquidos da empresa foi de R$ 2,7 bilhões.