A Service IT Solutions, com sede em Porto Alegre e filiais em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, além de escritório na Argentina, adotou um CRM em nuvem, com uma solução criada pela Cloud2B c om base na plataforma da Salesforce.com.

O projeto vai facilitar a gestão da força de vendas da companhia, explica Eduardo Gallo, sócio da Service IT.

Ele explica que a companhia gaúcha atende a clientes de vários segmentos, com soluções de parceiros como EMC²,  VMWare, RSA, Oracle, IBM e Cisco.

Este leque diversificado exige muito foco das equipes de venda, e também da gestão, que precisa acompanhar o atendimento, o que não era fácil com o antigo CRM, já que, entre outras carências, não permita a geração de relatórios.

Por tudo isso, a empresa decidiu investir em uma solução customizada.

“Trabalhamos com diferentes formatos: venda a terceiros, por comissionamento, compra e venda comum e venda de serviços”, explica Gallo. “Com o Salesforce.com, obtivemos a customização desejada, que nos permitiu ter uma força de vendas atuando em modelos híbridos de negócios”, completa.

Além disso, segundo o executivo, a solução em nuvem foi opção porque o software antigo exigia muito da infraestrutura da companhia.

“Os servidores eram alocados em duas bases (Porto Alegre e São Paulo), sendo que o acesso aos dados eram VPM, o que tornava o processo lento, praticamente insuportável”, comenta Gallo.

Já Gilberto Vilaça, diretor Comercial da Cloud2B, destaca a unificação da base de dados como um ganho do CRM na nuvem.

"A única base de dados permite que os cadastros sejam feitos de forma padronizada, evitando problemas de duplicidade ou erro no cadastramento”, explica ele. “Os relatórios passaram a oferecer informações precisas e a gerência consegue ter uma visão real e ampla dos leads da empresa”, acrescenta.

Além disso, o acesso aos dados ficou mais rápido e ágil, garante Gallo.

“A qualquer momento podemos acessar os relatórios e estabelecer metas, e isso pode ser feito da empresa ou do iPhone, em qualquer filial, mesmo fora do país, em tempo real”, finaliza.