O Serpro e o Tribunal Superior do Trabalho (TST) romperam um contrato assinado em 2007 para a implementação do Sistema Unificado de Administração de Processos da Justiça do Trabalho ( SUAP/JT).

O chamado “distrato” foi publicado no Diário Oficial da União nesta segunda-feira, 12, assinado pelos presidentes dos dois órgãos.

Uma nota distribuída em fevereiro pela assessoria de imprensa do TST reclamava da dos atrasos do Serpro no cronograma de implantação do SUAP/JT.

De acordo com informações do site brasiliense Convergência Digital, o presidente do TST, Milton França, chegou a ameaçar solicitar ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, que interviesse para encontrar uma solução para o impasse.

O contrato inicial previa entrega do sistema em 30 meses, com um piloto rodando já em 2008. O lançamento foi remarcado quatro vezes, de acordo com o Convergência Digital.

O SUAP/JT dotaria toda a Justiça do Trabalho, em suas 1.378 Varas do Trabalho e 24 Tribunais Regionais em todo o país de capacidade de trabalhar com os processos judiciais de forma eletrônica.