O mercado brasileiro de segurança da informação deve alcançar receita de US$ 244,4 milhões este ano, número que representa um crescimento de 17% sobre os US$ 209,5 milhões de 2010, segundo dados de um estudo elaborado pela consultoria Frost & Sullivan.

De acordo com o site ComputerWorld, o Brasil é o maior mercado da América Latina, com participação superior a 60% e, a partir das projeções da consultoria, é possível que o mercado brasileiro de segurança totalize US$ 458,6 milhões de dólares em 2016, com crescimento médio anual de 14%.

A análise da consultoria divide o mercado de segurança de informação em dois segmentos. São eles, segurança de rede e serviços de segurança gerenciada. Em 2016, os serviços de segurança gerenciada terão participação de 51% sobre total, ante 47% apresentados em 2010.

Segundo o portal, o mercado brasileiro tem algumas especificidades, como, por exemplo, forte demanda por criptografia de dados e procura por segurança móvel, impulsionada pelo uso de smarthphones e por DLP.

Entretanto, o analista da consultoria, Fernando Belfort, avalia que o país ainda está numa fase bastante incipiente em relação à regulamentação, o que deve ser avaliado, já que esse fator propicia o crescimento do setor.