Romulo Dornelles

A porto-alegrense Ilegra está a todo vapor para alcançar a meta de faturar R$ 15 milhões em 2012, alta de 20% sobre os R$ 12,5 milhões de 2011.

A estratégia inclui a reestruturação da área comercial, com realocação de profissionais, contratações e adoção de CRM, além de novidade no portfólio: a empresa acaba de ser certificada pela Google Enterprise para Google Apps for Business no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

“Além de ofertar a plataforma empresarial, que traz aplicações que facilitam a comunicação e colaboração nas companhias, também estamos aptos à implementação e suporte da solução. O foco são médias e grandes empresas”, explica o diretor de Alianças da Ilegra, Roger Müller.

O Google Apps for Business contempla serviço de e-mail e ferramenta de mensagens instantâneas, calendário, vídeo, rede social interna, repositório de documentos e aplicação web para construção de sites, tudo dentro do próprio domínio empresarial.

“A plataforma reduz significativamente custos, com servidor de e-mail, hardware e software, já que as aplicações ficam alojadas na nuvem”, afirma Müller.

Para o gerente de Vendas do Google Enterprise, João Itaqui, a homologação da Ilegra é estratégica.

“Acreditamos fortemente na visão e empreendedorismo da região Sul, por isso apostamos nesta revenda local para suportar as grandes empresas gaúchas e catarinenses”, destaca ele.

Redesenhar para crescer
A companhia gaúcha também vive um momento de reestruturação comercial, que começou pelo deslocamento do gerente de Relacionamento, Paulo Rocha, da matriz de Porto Alegre para a unidade de São Paulo.

Na Ilegra há cerca de 1,5 ano, Rocha atua agora no escritório que concentra três colaboradores focados essencialmente no comercial, já que a equipe técnica e operacional se concentra na sede gaúcha.

“Decidimos deslocá-lo daqui para São Paulo, ao invés de contratar uma pessoa lá, porque Rocha já conhece muito bem nossos produtos, o que reforça nossa estratégia, que agora também passa pela especialização dos gerentes de relacionamento por linhas de serviço”, afirma Rômulo Dorneles, diretor Comercial da companhia.

O escritório paulista atende a cinco clientes. Já no geral, a carteira da Ilegra soma 40 nomes, o que inclui também os atendidos pelo escritório instalado em 2011 nos EUA, que este ano deve representar cerca de 37% dos negócios.

“O foco é o mercado norte-americano, mas também atendemos a clientes com unidades em outros países”, comenta Dornelles.

Gerenciando o relacionamento
A aposta da empresa gaúcha no relacionamento comercial vai ainda mais longe, com a adoção recente da ferramenta de gestão de vendas da Salesforce.com e da rede social privada Chatter, da mesma fornecedora, para comunicação e colaboração interna.

O redesenho comercial já mostra resultados, como a conquista de clientes como Dimed Panvel, Celulose Rio-grandense e CDL Porto Alegre, entre outros.

Em relação às linhas de ofertas, só os serviços SAP cresceram 92% no ano passado, com expansão média de 40% na receita proveniente da base atual de clientes.

SAP na mira

Para 2012, Dornelles comenta que a aposta são as linhas Iyond, ampliação do share do serviço DBA as a Service e a consolidação da área SAP.

Consolidação que já começou, com a nomeação de Marcos Munaretto para gerência da operação no mês passado.

Munaretto vem do canal Oracle YKP, mas tem passagem pelo universo SAP na Sysprice, além de experiência em projetos da área fiscal com Mastersaf e Synchro.

“Atualmente, contamos com uma equipe de especialistas em ABAP e funcionais SAP. A agilidade na captação de talentos no mercado se dá através de RH exclusivo para SAP”, aponta Müller.

O portfólio SAP da companhia contempla projetos nas áreas de implantação, pós-implantação, consultoria e alocação de profissionais em clientes como MWM, Stemac, Thyssenkrupp e John Deere.

Com 150 colaboradores, a empresa porto-alegrense também atua com desenvolvimento de software, infraestrutura e mobilidade baseada em conceitos de SOA e cloud computing.