A CPM Braxis Capgemini acaba de receber a certificação Cisco Connected Grid, que a habilita a comercializar todas as linhas de produtos e serviços Smart Grid da empresa.

De acordo com Gustavo Trevisan, diretor de Networking Solution da CPM Braxis Capgemini,

A companhia é a primeira do Brasil e quarta em todo o mundo a receber essa habilitação, segundo seu diretor de Networking Solution, Gustavo Trevisan.

O processo para adquirir a certificação começou em julho de 2011, quando as áreas de delivery, pré-venda e vendas foram treinadas e qualificadas para comercialização das ofertas.

“Segundo a consultoria Mckinsey, o mercado de tecnologia e aplicações para Smart Grid deverá alcançar investimentos globais de US$ 31 bilhões anualmente, até 2014”, destaca Trevisan.

De acordo com o executivo, com a certificação a companhia irá focar ainda mais o segmento de energia, no qual já trabalha com os serviços Smart Metering, Smart Grid, Smart Home e Smart Analytics for Utilities.

“Agora, nossa oferta acrescenta inteligência à administração, distribuição e uso da energia elétrica para a otimização do consumo e implementação da gestão ambiental responsável”, destaca o diretor.

O serviço, segundo ele, baseia-se em melhores práticas, ferramentas e metodologias de gestão desenvolvidas pelo próprio Grupo Capgemini.
Trevisan explica que a certificação Cisco Connected Grid prepara a empresa para atuar em um mercado em reformulação.

O comentário é baseado em estudo da Associação de Empresas Proprietárias de Infraestrutura e de Sistemas Privados de Telecomunicações (Aptel), segundo o qual o Brasil começará a migração para as redes inteligentes a partir de 2016.

“Mas há grandes desafios que precisam ser superados, desde a falta de conhecimento sobre o assunto até a definição dos modelos de negócios a serem seguidos”, afirma Trevisan.

A CPM Braxis Capgemini é parte do Grupo Capgemini e atua em serviços de consultoria, tecnologia e terceirização.

No Brasil, reúne mais de 6,4 mil profissionais e atende a mais de 200 clientes, com oito centros de desenvolvimento, centros de teste e data center próprio, além de comando para gerenciamento remoto de infraestrutura, núcleos de serviços compartilhados de manutenção e suporte para soluções SAP.

Em todo o mundo, emprega mais de 115 mil funcionários em 40 países, com faturamento global de € 8,7 bilhões em 2010.