André Mazeron

A porto-alegrense Processor acaba de ampliar os negócios com a M86 Security, empresa americana de segurança de web e e-mail.

Com a expansão da aliança - a Processor já era canal exclusivo da americana no sul do Brasil -, a meta da M86 é crescer 50% no país em 2011, além de dobrar as vendas no Chile e Colômbia, onde a empresa gaúcha também é parceira.

A ampliação do acordo agrega ao portfólio da Processor as soluções Secure Web Gateway, que controla o tráfego web em formato de appliance, e MailMarshal Email Content Manager, que administra o conteúdo de mensagens internas para a plataforma Exchange.

Além disso, a gaúcha já trabalha com softwares de controle de conteúdo da companhia aliada, com foco em compliance e prevenção de malware, e ferramentas para administração de perda de dados na Internet.

Conforme José Bodni, diretor da M86 América Latina e Caribe, para a empresa norte-americana a expansão do acordo fortalece as novas linhas de produtos, que combinam recursos de segurança como análise de código em tempo real, com solução local e em nuvem.

“Temos grandes expectativas de ampliação nos negócios fechados no Brasil", afirma Bodini. "Trata-se de fazer com que o produto se torne conhecido: ao conhecer as soluções, o mercado verificará sua qualidade", complementa.

A expansão do acordo com a M86 não é o único anúncio recente da estratégia de crescimento da Processor para este ano.

O grupo também divulgou, por exemplo, em fevereiro, a incorporação da Intraflow, empresa gaúcha especializada em soluções de BPM.

Com isso, Alexandre Mota, ex-diretor da Intraflow, passou a ser responsável pela área de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Processor.

A aproximação entre as duas empresas teve início em março de 2010, quando a Intraflow assinou um contrato com a Central de Softwares, braço de licenciamento da Processor, e passou a ser distribuidora exclusiva das soluções da companhia.

A Processor também aposta na consolidação da marca por meio da participação em eventos do porte da BITS, realizada na semana passada em Porto Alegre. 

Na feira - braço da alemã CeBIT -, André Mazeron, um dos diretores da companhia gaúcha, palestrou sobre proteção de dados nas redes sociais.

"É muito importante estar atento à segurança da informação nestes ambientes, tanto enquanto pessoa física, quanto ou ainda mais como organização", destacou o executivo.

Segundo ele, é preciso ter cuidado não só com os dados que o próprio titular de um perfil divulga, mas também com o que seus contatos o fazem.

"Posso ser muito cuidadoso, não publicar nada que possa manchar minha reputação ou a de minha empresa, mas se meu irmão, meu amigo, publicar em alguma rede uma foto minha e dele em alguma situação inconveniente - rodeado de garrafas, por exemplo -, todo meu cuidado terá sido em vão", explicou o diretor.

E, para cuidar de tudo isso, só as medidas comportamentais não bastam: a TI pode ajudar, e muito.

"Oferecemos soluções que auxiliam neste processo, garantindo a gestão das companhias sobre a segurança de suas informações", finalizou.

A empresa porto-alegrense é especializada em soluções de BI, portais corporativos (Processor Shareportal), CRM, service desk, BPO e serviços de outsourcing, consultoria e projetos de infraestrutura (Processor Consulting Services), licenciamento Microsoft, Symantec, Adobe e Citrix (Processor e-licensing), ERP (Processor AX), BPM (Intraflow), suporte técnico (Processor Max Software) e cloud computing.

A carteira de clientes da companhia traz mais de 1 mil nomes, em segmentos como indústria, educação, finanças, serviços, saúde, energia e construção civil.

Além da matriz em Porto Alegre, o grupo mantém unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Blumenau e Belo Horizonte, bem como operaçõpes no Chile e Colômbia e escritórios comerciais na Argentina, Espanha e EUA.