A Embratel vai fornecer acesso à Internet banda larga, sem fio, a 506 pontos de 279 municípios do Rio Grande do Sul. A lista completa de localidades está no link relacionado ao final desta matéria.

O consórcio liderado pela empresa venceu licitação do Gesac, programa de inclusão digital do Governo Federal, que contempla prioritariamente regiões em que as redes de telecomunicações não oferecem acesso local, como nas regiões de fronteira, serra e aldeias indígenas.

Em todo o Brasil, serão 12 mil pontos de acesso à Internet banda larga em 4.214 cidades. Desse total, 868 pontos estão localizados na Região Sul, totalizando 550 municípios.

“A Embratel está comprometida com investimentos no Rio Grande do Sul, através da constante ampliação de sua infra-estrutura de telecomunicações. Por isso, estamos muito felizes em contribuir com o avanço do Gesac na Estado”, afirma Maria Teresa Azevedo Lima, diretora executiva da Embratel.

O projeto inclui o fornecimento de acessos com velocidades que variam de 256 Kbps a 8 Mbps para 25% dos endereços contemplados no contrato e a criação de redes sem fio que suportam, inclusive, transmissões de vídeo, possibilitando a realização de áudio e videoconferências.

A operadora garantirá, ainda, o gerenciamento completo da solução e ferramentas de segurança de acesso à Internet.

“Os pontos de presença são locais abertos ao público, compostos por computadores, impressoras e acesso à Internet de uso totalmente gratuito. A idéia é que o serviço seja prestado com alta disponibilidade para a comunidade, mesmo nas localidades mais remotas”, afirma a diretora executiva da Embratel.

Todos os locais de acesso à Internet contarão com um administrador indicado pelo Ministério das Comunicações, além de suporte técnico disponibilizado pela Embratel por meio de linhas 0800. Essas centrais são sistemas avançados de gerência de performance da rede, com monitoramento online.

O Ministério das Comunicações criará uma equipe de fiscalização para acompanhamento da qualidade da prestação do serviço.