Grupo Hospitalar Conceição

O Grupo Hospitalar Conceição (GHC), maior complexo de saúde do Rio Grande do Sul segundo dados do Ministério da Saúde, automatizou e agilizou seu processo de compras com o Orquestra BPM, da gaúcha Cryo.

No complexo, composto por 04 hospitais, 12 postos de saúde e 03 centros de atenção psicossocial, as compras movimentam uma média de R$ 150 milhões por ano e são feitas sob a Lei 8666/93, que regula contratos de bens e serviços por entidades que usem verba pública.

Antes da solução de BPM, tudo era controlado de forma manual, o que exigia, por vezes, até 3,5 meses para as contratações.
 
Com o BPM da Cryo, a realidade mudou: hoje, o grupo economiza até R$ 10 mil por mês, devido à automação de processos e eliminação do uso de papel.

Além disso, o tempo de fechamento das compras teve redução de 20% a 70%, dependendo da modalidade.

Com o Orquestra BPM, o complexo hospitalar passou a rastrear e monitorar todo o ciclo de compras, evitando gargalos, retrabalhos e irregularidade.

Além disso, os documentos digitalizados deixaram de exigir armazenamento físico, o que também gerou economia e facilitou a tarefas de localização dos conteúdos.

Vinculado ao Ministério da Saúde e 100% direcionado ao atendimento via Sistema Único de Saúde (SUS), o GHC é realiza uma média anual de 2,2 milhões de consultas, 59,9 mil internações e 36,1 mil cirurgias.

Além disso, o Conceição também atua nas áreas de ensino e pesquisa.

O projeto de automatização das compras abrangeu todas as divisões do complexo, e contou também com participação da H&R Consultores, parceira da Cryo e responsável pela implantação.

O case rendeu à companhia gaúcha o troféu Prata na 18º edição do Global Awards for Excellence in BPM & Workflow, concedido pela WfMC (Workflow Management Coalition), no ano passado.

"Foi a quarta vez consecutiva que fomos premiados, sendo a única brasileira vencedora na competição, que reúne concorrentes de todo o mundo", afirma Rafael Bortolini, diretor Geral da Cryo.

Rumo aos R$ 3 milhões
O GHC é mais um dos clientes que incrementam uma lista formada por 1,15 mil ativos atendidos pela Cryo, sendo cerca de 500 da versão gratuita do Orquestra.

Em 2011, a companhia cresceu 130% em relação a 2010, totalizando faturamento de R$ 1,8 milhão.

Para 2012, a meta é crescer 70%, chegando a R$ 3,2 milhões.

Na base de clientes, o plano é acrescentar mais 230 ativos e chegar a 1,5 mil assinantes da versão gratuita.

Novidades
Para ganhar mercado este ano, a Cryo também aposta em novidades, e anuncia uma nova versão de seu carro chefe, o Orquestra 3.0.

A solução será lançada na CeBIT 2012, que ocorre de 06 a 10 de março na Alemanha.

A empresa gaúcha vai participar do evento em estande no Pavilhão Temático de Governo, onde vai apresentar todo seu portfólio de soluções para gestão de processos de negócio no setor público.

“Será um importante espaço para avaliarmos o mercado internacional de software”, afirma Michel Nehme, gerente de Novos Negócios da Cryo.

A nova edição do software traz funcionalidades de social BPM, nova interface visual, recursos avançados para integração e notação BPMN 2.0 completa, entre outras que a Cryo prefere não detalhar para não estragar a surpresa.