Com 2,35 milhões de downloads nas primeiras 24 horas de disponibilização, o Internet Explorer 9 anima a Microsoft, que aposta no navegador para manter o domínio de mercado. No blog oficial da marca, Ryan Gavin, diretor sênior do IE, comemorou o feito do navegador.

“Nós queremos agradecer a todas as pessoas ao redor do mundo por baixarem o IE9 e pela entusiasmada recepção”, escreveu.

A versão final do IE9 – que entre outras novidades traz suporte total ao HTML5 – dobrou os downloads do beta (1 milhão) e quadruplicou o Release Candidate no mesmo período de disponibilidade.

IE9 perde para o FF3
Pelos cálculos de Gavin, foram 27 downloads por segundo, 240 downloads a cada nove segundos, ou cerca de 98 mil por hora. “Wow”, vibrou.

Ficou de fora nas comparações de Gavin, porém, o recorde em downloads de navegadores obtido pelo Firefox 3, da fundação Mozilla, em 2008: oito milhões, também em 24 horas.

Há dois anos, a Mozilla teve 92 downloads por segundo, 833 a cada nove segundos, 333,3 mil por hora e três vezes mais que marca atingida pela Microsoft, e seu navegadores recém-lançado.

Ainda que a balança dos downloads pese para o lado open source, o mercado, como um todo, ainda é MS. Dados da consultoria Net Applications para o mês de fevereiro indicam que o IE é a porta de entrada à internet para 56,77% dos internautas no mundo.

O Firefox vem sem segundo, com 21,74%, seguido por Chrome (10,93%) e Safari (6,36%).