O Grupo Ação, controlador no Brasil da Ação Informática e Ação Sistemas, projeta para 2008 um crescimento de 50% sobre o ano passado, chegando a R$ 400 milhões com as operações nacionais. A empresa, que de 2006 para 2007 viu seu faturamento dobrar, injetou ânimo nos negócios este ano com a compra da Aktio, que expandiu a atuação da companhia para a Colômbia, Argentina e Uruguai.

Tudo baseado em planejamento, conforme matéria da Revista Amanhã. No Grupo, uma das principais estratégicas foi fortalecer a atuação da Ação Informática, o que não se alterou em nada devido à crise econômica mundial: a companhia decidiu manter inalterado seu plano de expansão, que iniciou há quatro meses com a abertura de filiais em Curitiba e Brasília.

"As duas regiões já eram atendidas pelas sedes de Porto Alegre e de São Paulo, mas agora vamos oferecer também suporte técnico e fazer um acompanhamento mais próximo do cliente", explica Vitor Schimidt, vice-presidente da Ação Informática Sul e um dos fundadores do Grupo Ação, à revista.

Outra aposta da empresa é a diversificação do leque de produtos vendidos. Para tanto, parcerias são a resposta. A mais recente foi firmada com a norte-americana Applica para trazer ao Brasil a solução Server Brased Computing, que propõe às empresas o uso de apenas um servidor, deixando os demais computadores liberados do armazenamento de dados – máquinas sem processador, mas com acesso à rede da empresa e à internet.

Conforme Schimidt, cerca de 21% das grandes corporações brasileiras investiu neste tipo de serviço em 2008. O VP garante, ainda, que é possível adquirir a tecnologia a partir de R$ 700 por servidor. "Uma escola que queira colocar um laboratório com 20 computadores gastará 20% menos do que se optar por um modelo tradicional", afirma ele.

Leia mais no Baguete
Só nos primeiros seis meses de 2008, a Ação registrou crescimento de 62% sobre o mesmo período de 2007. De acordo com a companhia, a cifra foi quatro vezes maior do que a média do mercado.

O lucro líquido também acompanhou o crescimento no semestre, registrando aumento de mais de 134%.

O assunto foi matéria no Baguete e pode ser lido pelo link abaixo.