O CEO da Datasul, Jorge Steffens, deixou a empresa nesta quinta-feira, 13, como resultado do encerramento do processo de integração com a Totvs.

A informação foi dada com exclusividade pelo Baguete na sexta, 14, depois de ter acesso a um e-mail do CEO da Totvs, Laércio Cosentino.

Nesta segunda, 15, chegou à redação o email de despedida do executivo catarinense. No texto, Steffens faz um emotivo repasso aos seus 26 anos de Datasul, onde entrou como estagiário.

Confira o e-mail do executivo na íntegra.

De: Jorge Steffens [mailto: ]
Enviada em: quinta-feira, 13 de novembro de 2008 19:10
Para:
Assunto: Um abraço, e nos encontramos, afinal o mundo dá muitas voltas

Amigos,

Hoje é o meu último dia na empresa, após mais de 26 anos trabalhando na Datasul, e em negócios ligados como a NeoGrid e nos últimos meses na nova Totvs. Foram anos de muito trabalho, mas também de muita realização, e com certeza hoje é um marco na minha vida. E por isto vale uma pequena retrospectiva, e conforme Max Gehringer, posso dizer que passei por todos os estágios de uma carreira.

O primeiro estágio é aquele em que um funcionário precisa usar crachá, porque quase ninguém na empresa sabe o nome dele. Entrei como estagiário na Datasul, na época que não se falava em ser politicamente correto e logo estagiário sofria. Só não usava crachá pois éramos em torno de 20 pessoas, mas em compensação na hieraquia era o último.

No segundo estágio, o funcionário começa a ficar conhecido dentro da empresa e seu sobrenome passa a ser o nome do departamento em que trabalha. No meu caso, era o Jorge da área técnica, pois passei de programador, para analista, para implantador, mas sempre ligado a área técnica.

No terceiro estágio, o funcionário passa a ser conhecido fora da empresa e o nome da empresa se transforma em sobrenome. Isto ocorreu na década de 80 quando a Datasul passou a ter um número significativo de clientes, não só em Santa Catarina, mas também em vários locais do Brasil. Passei a ser o Jorge da Datasul.

No quarto estágio, é acrescentado um título hierárquico ao nome. Isto ocorreu no momento que virei sócio e diretor, graças a confiança depositada pelo Sr. Miguel, já em 1986. A partir deste momento, passei a ser dono, mas também a ser visto como ativo fixo da empresa. Passei a ser Jorge, diretor da Datasul.

Finalmente, no quinto estágio, vem a distinção definitiva. Pessoas que não te conhecem, passam a te chamar  “o meu amigo Jorge, CEO da Datasul”, ou o nosso nome é usado em várias situações como: o Jorge disse para eu fazer assim, o Jorge não autorizou isto...

Esse é o momento em que uma pessoa se torna, mesmo contra sua vontade, em 'amigo profissional'. Isto ocorreu a partir do fim da década de 90 quando a Datasul passou a ser uma das maiores empresas de TI no Brasil, e mais recentemente quando virei CEO.

Existem algumas diferenças entre um amigo que é amigo e um amigo profissional. Amigos que são amigos trocam sentimentos. Amigos profissionais trocam cartões de visita.

Uma amizade dura para sempre. Uma amizade profissional é uma relação de curto prazo e dura apenas enquanto um estiver sendo útil ao outro.

Amigos de verdade perguntam se podem ajudar. Amigos profissionais solicitam favores. Amigos de verdade estão no coração. Amigos profissionais estão em uma planilha.

É bom ter uma penca de amigos profissionais. É isso que, hoje, chamamos networking, um círculo de relacionamentos puramente profissional. Mas é bom não confundir uma coisa com a outra.

Amigos profissionais são necessários. Amigos de verdade, indispensáveis.

Algum dia, e esse dia chega rápido, somente podemos contar com os Amigos de verdade. E este dia chegou para mim, e sei que saio com muito conhecimento e experiência, mas principalmente com muitos amigos.

Gostaria de agradecer a todos que me ajudaram, e mais recentemente toda a diretoria que foi muito profissional no processo de fusão com a Totvs, tanto os diretores da Datasul, como os diretores da Totvs. Não vou citar nomes, pois são muitas pessoas, e não quero esquecer ninguém.

Um abraço, e desejo muito sucesso a todos, e tenho certeza que a nova Totvs terá um futuro brilhante e foi excelente ter ajudado a escrever esta história,

Jorge Steffens
Amigo

Comentário no Quentinhas
A saída da Datasul e os possíveis próximos passos profissionais de Jorge Steffens são tema de comentário no blog Quentinhas do editor do Baguete, Maurício Flach Renner. Confira a opinião do jornalista pelo link relacionado abaixo.