NSI quer parceiros para crescer 50%

19/04/2011 17:02

A New Soft Intelligence (NSI), desenvolvedora de software para gestão de operações de comércio exterior,  lança um programa de parcerias para captar canais em todo o país.

A estratégia faz parte dos planos da companhia para crescer 50% em 2011.

Tamanho da fonte: -A+A

A New Soft Intelligence (NSI), desenvolvedora de software para gestão de operações de comércio exterior,  lança um programa de parcerias para captar canais em todo o país.

A estratégia faz parte dos planos da companhia para crescer 50% em 2011.

A companhia, que em 2010 cresceu 94,3%, aumentando o volume de projetos cresceu em 28% e vencendo 60% das concorrências que participou e foram concluídas, oferece aos novos parceiros três modalidades: Indicação, Prospecção e Implementação.

“A idéia é que esse ecossistema trabalhe em conjunto, formando uma grande rede colaborativa. A projeção é de que até o final do ano o número atual de parceiros se multiplique por dez”, explica a gerente comercial e de marketing, Valquíria Coelho.

Na modalidade Indicação, o canal aponta a oportunidade de negócios e o contato. Depois, todo o restante é feito pela equipe comercial da NSI.

Já na Prospecção, o parceiro realiza algumas ações comerciais, como reuniões, apresentações e negociações.

Por fim, na modalidade Implementação, o aliado atua na implantação do sistema.

“A comissão aumenta a cada nível”, explica Valquíria. “O programa nos auxiliará a ganhar capilaridade, e o aspecto regional é muito importante, pois facilita o fechamento de negócios e a aproximação com o mercado à medida que conseguimos falar a mesma língua do cliente”, comenta.

Pelo novo programa, a NSI treina os parceiros, fazendo, depois, um acompanhamento e avaliações periódicas de sua atuação e desempenho.

“É preciso ter muito cuidado porque precisamos preservar o patrimônio desenvolvido ao longo de 25 anos de história”, conta a executiva.

Especializada em aplicativos para gestão de operações e processos para comércio exterior com base em plataforma Oracle, a NSI atende a clientes dos segmentos de Oil & Gas, alimentos, transporte, varejo, comunicação, vestuário, saúde e energia, entre outros.

Regionalmente, a companhia atua no Sudeste, Sul, Norte e Nordeste, atendendo a nomes como Vale, Fiat, Rede Globo, Abril, Continental, Portobello e  Bosch, entre outros.

Para este ano, a meta é incrementar a carteira em 20%.

O carro chefe do portfólio é o Ecomex Suite, que informatiza e integra as diversas áreas envolvidas nas operações de comércio exterior, como exportação, importação, drawback e câmbio, além de regimes como Depósito Especial (DE), Depósito Afiançado (DAF), Recof, Replat, Repetro, entre outros.

O Ecomex está integrado a ERPs como Oracle EBS, Oracle JDE, SAP, BAAN, entre outros, mas pode ser integrado a qualquer software de gestão do mercado.

 

Veja também

F-Secure lança portal e quer canais no Brasil

A F-Secure, finlandesa do setor de segurança em software e serviços que possui cerca de dez mil parceiros de distribuição no mundo, espalhados em 40 países em que atua, pretende ampliar a rede de canais também para o Brasil, onde ainda não possui este tipo de atuação.

CCDE quer 70 novos canais em 2011

A CCDE, que oferece serviços voltados à gestão do ciclo de vida de documentos fiscais eletrônicos, projeta aumentar de 30 para 100 sua rede de canais até o fim de 2011.

A empresa, que conta atualmente com revendas cadastradas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Pernambuco, expande seu programa de parcerias para ampliar a participação das vendas indiretas no faturamento.
 

Delsoft: 20 novos canais para crescer 100%

A Delsoft, empresa de Rio do Sul-SC especializada em softwares de gestão, pretende encerrar 2011 com 20 novos canais, em regiões estratégicas como Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Atualmente, estão em tratativas para homologação parcerias em Caxias do Sul e Porto Alegre, entre outras cidades.

Conforme o diretor Comercial da Delsoft, Roberto Alves de Lima, a aposta nos canais faz parte do plano para expandir a marca para todo o território nacional, elevando o faturamento em 100% este ano.

SoftExpert: canais do Brasil e exterior em SC

A catarinense SoftExpert, fornecedora de uma solução corporativa para controle de qualidade e excelência em gestão ou conformidade de empresas a normas e regulamentos do mercado, vai reunir cerca de 50 canais nacionais e internacionais, incluindo parceiros dos EUA, Austrália, África do Sul, Malásia, Emirados Árabes Unidos, Chile, Peru, Equador e Argentina, em um evento em Joinville.

Promisys quer 20% mais vendas com canais

A Promisys, empresa especializada em soluções de TI para empresas de micro, pequeno e médio porte, está em busca de consultores para firmar acordo comercial e aumentar em 20% as vendas em 2011, quando a meta é obter crescimento geral de 30% no faturamento.

O objetivo da companhia é selecionar empresas especializadas em consultoria de gestão, consultoria financeira e auditorias com o intuito de aumentar a venda das soluções de TI.

IBM lança site focado em canais
A IBM Brasil lança hoje, dia 24, um portal dedicado ao relacionamento com seus parceiros de negócios. 
 
O site “Canais Brasil” simplifica o contato entre a companhia e suas revendas, unificando os conteúdos voltados a elas em um único meio virtual. 
 
Extreme Networks especializa canais

A Extreme Networks introduziu três especializações para sua rede de parceiros Platinum e Gold  na América do Sul.

A partir de agora, os canais poderão ser especialistas em Wireless, Automação de Rede e Data Center.

Espanhola Afina quer novos canais no RS

A Afina, multinacional espanhola especializada na distribuição de produtos e prestação de serviços de TI, está em busca de novos canais no estado do Rio Grande do Sul.

A companhia já tem cerca de dez canais em todo o Sul, sendo quatro gaúchos, três em Santa Catarina e outros três no Paraná. Com o novo programa, a meta é dobrar este número ainda em 2011.

NEC dobra investimento para dobrar canais

A NEC Brasil, provedora de soluções convergentes de redes de comunicação, pretende aumentar o número de cerca de 40 parceiros que mantém hoje no Brasil, com foco nos mercados do Sul, Grande São Paulo, Rio de Janeiro e algumas localidades do Nordeste.

Hardlink quer 150 canais no país

A Hardlink iniciou um programa de canais para chegar a pelo menos 20 representantes no Sul ainda em 2010 e em torno de 150 em todo o país no ano que vem.

O plano é uma aposta da companhia para fomentar a área que atualmente mais contribui para engordar o faturamento: com meta de crescer 40% em 2010, a empresa projeta receita direta em torno de R$ 7 milhões e perto de R$ 20 milhões por meio da rede de parceiros, composta hoje por distribuidores, fabricantes e revendas.

SAP Brasil quer canais para BO e All in One

A SAP pretende ampliar sua rede de canais no Brasil, especialmente no Nordeste. A meta é conquistar ao menos quatro novos parceiros, o que dobrará o número hoje mantido pela companhia no país para a linha Business Objects, foco do plano.