Cinco novas empresas obtiveram a certificação MPS.BR em Santa Catarina, dentro de um programa comandado pela Acate.

Foram três companhias certificadas no nível F (Move, Nexxera e Softplan) e duas no G (Átimo Software, S3Eng Engenharia (AltoQi).

A consultoria foi da Incremental Tecnologia e a avaliação da Fundação Carlos Alberto Vanzolini, de São Paulo.

Dos recursos envolvidos no processo, 60% do valor da implantação e avaliação é custeado pela empresa e 40% pela Softex.

Desde dezembro de 2003, quando o MPS.BR foi criado, 280 empresas foram avaliadas com sucesso no país, 52 destas na região Sul.

Em Santa Catarina são 12, sendo grande parte delas conquistadas em projetos cooperados entre Softex e Acate, executados a partir de 2007.

“Durante este ano e meio de trabalho, a conclusão é de que o MPS.BR agregou e potencializou nossas ideias, estabeleceu um norte para as ações em melhoria e qualidade no desenvolvimento de produtos", explica gerente de desenvolvimento da Átimo Software, Edilson Lourenço.