A Symantec vai inaugurar neste ano novas filiais em Curitiba, Recife e Fortaleza.

Os novos escritórios – que no momento estão sendo alugados, com os seis profissionais responsáveis já contratados em regime de home office – fazem parte de uma estratégia de interiorização iniciada pela fabricante de soluções de segurança há 3,5 anos.

“Não há como fazer um bom atendimento diretamente de São Paulo para todo o país”, acredita Paulo Vendramini, district manager da Symantec no país, que esteve em Bento Gonçalves nesta sexta-feira, 17, participando do Seminário de Gestão de TIC da Sucesu-RS.

Hoje, a multinacional já tem abertas filiais em Porto Alegre, Brasília, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, além da sede, em São Paulo.

Para Vendramini, as filiais devem ajudar a companhia a ganhar participação de mercado frente a concorrentes que concentram as atividades na capital paulista.

“O board da empresa está confiante no potencial do mercado brasileiro e aprovou os planos de investimento na íntegra”, revela Vendramini.

As vendas mundiais de software de segurança atingiram US$ 16,5 bilhões no ano passado, cifra que representa uma expansão de 12,2% em relação a 2009, de acordo com dados do Gartner.

O resultado significa uma recuperação do mercado, que havia registrado forte queda na comparação de 2009 com 2008, em decorrência da crise financeira mundial, que acabou reduzindo os orçamentos de TI nas companhias.

Com participação de 18,9%, a Symantec encerrou o ano passado na liderança, seguida pela McAfee – adquirida pela Intel –, com 10,4%, e a pela Trend Micro, cuja parcela foi de 6,3%. A IBM figurou na quarta posição, com uma fatia de 4,9%, e em quinto a EMC, com 3,8%.

Quem é quem
A executiva responsável pelo escritório de Curitiba é Elisa Thenn.

Na Symantec desde 2009, Elisa tem passagens pelas áreas de vendas de empresas como Edge Core, Symmetry, DTS Latin America e Comstat.

Em Porto Alegre, o responsável por atender Santa Catarina e o Rio Grande do Sul segue sendo Paulo Irgang, na Symantec desde 2007 e ex-diretor comercial da Mic Mac Informática.

* Maurício F. Renner cobre o Seminário de Gestão de TIC em Bento Gonçalves a convite da Sucesu-RS