A Stefanini Document Solutions, empresa do grupo Stefanini IT Solutions, lança o Social Qualis, solução de monitoramento em tempo real para redes sociais, sites de jornais, blogs e outras fontes de notícias online.

A ferramenta faz um “retrato” do que se fala, por exemplo, a respeito de uma marca e seus concorrentes.

Para isso, usa técnicas de Inteligência Artificial que identificam as informações de interesse publicadas, analisam o conteúdo monitorado e atestam automaticamente – sem intervenção humana – o sentimento vigente (positivo, negativo, neutro) a respeito do conteúdo controlado.

“Cada vez mais empresas estão invadindo as redes sociais para saber o que pensa ou sente seu consumidor, pois a informação por ele publicada é voluntária e espontânea, diferente de uma pesquisa orientada”, afirma Paulo Tadeu, CEO da Stefanini Document Solutions.

Ainda conforme o executivo, nas relações interligadas pelas redes, as opiniões individuais são as mais válidas, pois geram as opiniões de grupo.

Assim, segundo ele, surge um universo que precisa de monitoramento, até para agilizar a aplicação de ações corretivas quando detectada necessidade destas.

Com o Social Qualis, os resultados das análises podem ser visualizados em tempo real por meio de gráficos.

Desenvolvida pela Stefanini com um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco e apoio da Finep, a solução tem capacidade para rodar em nuvem e pode ser comercializada na forma de serviço, mas também está disponível em formato licenciado.

“Pelo que conhecemos no mercado, somos a única empresa brasileira que desenvolve tecnologia de análise automática de opiniões, pois utilizamos nosso conhecimento no desenvolvimento dos robôs de software baseado nas técnicas de redes neurais, com inteligência computacional”, destaca Juliano Rabelo, diretor de Tecnologia da Stefanini Document Solutions.

Segundo ele, os principais concorrentes nacionais e a maior parte dos estrangeiros coletam os dados, mas sempre necessitam de intervenção humana no processo, o que atrasa e encarece o serviço.

Ainda conforme Rabelo, o feedback trazido pela solução pode ser usado para retreinar o modelo matemático que classifica as opiniões, de forma que esse mecanismo de classificação mantenha-se em constante evolução, sem necessidade de alteração no código-fonte.

Motor nas finanças
De acordo com Rabelo, um dos setores que mais demanda o uso deste tipo de solução é o financeiro, especialmente as seguradoras.

“Estamos evoluindo bem em três das top 10 do setor”, conta o diretor. “No setor bancário, fizemos um contato inicial durante o CIAB e a procura e interesse estão muito grandes”, complementa.

Para os bancos, segundo ele, a ferramenta é fundamental para mensurar a percepção do público acerca de sua marca ou produtos, em tempo real, com visualização instantânea, sem precisar aguardar pelos tradicionais relatórios de conclusão de campanha, permitindo ajustar a estratégia ao longo da própria ação, baseando-se no feedback recebido.

“Ou seja, além de incrementar o relacionamento, o sistema funciona como uma pesquisa de opinião convencional, com a vantagem de ser mais abrangente, pois consegue captar dados no Brasil ou no mundo todo”, afirma Rabelo. “No momento em que são publicadas, as opiniões são coletadas, tudo imediato e barato”, finaliza.

A Stefanini é uma multinacional brasileira com 23 anos de atuação no setor de serviços em TI.

A consultoria atende ao mercado financeiro, incluindo as dez maiores instituições financeiras do país, telecomunicações, seguradoras e governo.

A oferta de serviços abrange consultoria, integração, desenvolvimento de soluções e outsourcing para aplicativos e infraestrutura; além de BPO para processos de negócios.

A companhia figura entre as 100 maiores empresas de TI do mundo (BBC News) e, no Brasil, foi premiada por cinco anos consecutivos pela Infoexame (2005 a 2009) como a melhor no segmento Fábrica de Software e Integração.

Além disso, foi a primeira colocada, pela terceira vez, no ranking “Tecnologia - software e serviços”, da revista Isto É Dinheiro, e, este ano, foi apontada pelo Black Book of Outsourcing Report como melhor empresa de outsourcing da América Latina.